WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
farmacia perfumaria abaete I














maio 2021
D S T Q Q S S
« abr    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

:: ‘Minuto Saúde’

Mundo: Álcool e tabaco causam infarto e AVC em jovens

Foto: Ilustração

O álcool é o maior causador de morte entre os jovens, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Isso em decorrência da precarização da saúde e de atitudes tomadas ao estar embriagado – como dirigir ou entrar em brigas. Infelizmente, porém, isso não impede que cresça cada vez mais o número de adolescentes consumidores de bebidas alcoólicas.

Somente no Brasil, de acordo com a Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP), 67% dos estudantes entre 13 e 15 anos de idade já experimentaram bebidas que, em teoria, estariam disponíveis apenas para maiores de idade; desses, pelo menos 22% já ficaram embriagados.

O Levantamento Nacional de Álcool e Drogas da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) afirma que metade dos jovens brasileiros começaram a beber aos 15 anos de idade ou menos. 36% afirmam que fazem uso nocivo do álcool, ou seja: consomem em excesso.

Entre os 36% de jovens alcoólatras, 25,2% utilizaram drogas ilícitas sob efeito do álcool, como maconha e ecstasy, 48,3% dirigiram embriagados e 18,6% praticaram sexo de risco.

Como sabemos, porém, o viciado demora muito a assumir que está preso ao vício. No caso dos jovens, então, essa demora é ainda maior. Se um terço dos jovens assumiu o problema é possível imaginar que pelo menos o dobro dessas pessoas vivam a mesma coisa sem se dar conta.

Para os adultos é ruim, para as crianças é pior

O periódico científico European Heart Journal acaba de publicar um estudo realizado pela Universidade College London junto à Universidade de Bristol, ambas do Reino Unido. Os pesquisadores acompanharam jovens de mais de 14 mil famílias e seus hábitos por quatro anos e chegaram à conclusão de que o álcool e o tabaco na adolescência fazem mais mal do que na vida adulta.

O autor principal do estudo, John Deanfield, do Instituto de Ciência Cardiovascular da Universidade College London, relatou: “Beber e fumar na adolescência, mesmo em níveis inferiores àqueles informados em estudos com adultos, está associado a enrijecimento arterial e à progressão da arterioesclerose”.

Entre inúmeros problemas decorrentes desses sintomas está o aumento exponencial do risco de sofrer infartos e derrames cerebrais.

Outro dado muito preocupante é: os responsáveis por apresentar o álcool e o tabaco à maioria dos jovens são os próprios familiares.

É o que diz uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a qual relata que 46% dos adolescentes tiveram os primeiros consumos de álcool ainda em casa, o pior é que muitos pais ignoram o fato de que bebida alcoólica também merece atenção, principalmente porque o álcool também é considerado um tipo de droga, apesar de lícita. Mesmo assim, ela é a mais consumida entre os jovens e a que é usada mais cedo, com média de idade de 12,5 anos.

O mesmo acontece com o cigarro. Embora o número de jovens fumantes tenha diminuído, a maioria ainda se inicia no vício por conviverem com pais fumantes. E, para qualquer viciado, é muito difícil alcançar a cura. A maior parte dos dependentes que querem se livrar do vício tenta diversos métodos, quase sempre sem sucesso e a maioria desiste no caminho.

Esgotamento Psicológico: Não é fraqueza, às vezes é por ter sido “Forte” demais

Foto: Ilustração

Às vezes desabamos mentalmente, não porque somos pessoas fracas, mas por sermos muito fortes.  Sofremos demais, estamos por muito tempo, assumindo muitas responsabilidades. Vencendo uma guerra após outra e só o fato de sermos pessoas fortes, parece que nos impõe a obrigação de jamais termos o direito de sermos fraquejar um instante qualquer.
Mas é muito compreensivo e normal, às vezes, sofrermos uma profunda exaustão psicológica.
O cansaço psicológico geralmente é um processo lento, ele se acumula gota a gota sem perceber.  A gota d’água que transborda o copo pode ser qualquer coisa que nos coloca cara a cara com a impossibilidade de resolver determinados assuntos que vão se acumulando. Então nós caímos, física e mentalmente.

O que é o esgotamento psicológico e quais são suas causas?

O esgotamento psicológico é um estado de extrema exaustão mental e emocional, que muitas vezes é acompanhado por um sentimento de falta de força física. Esse estado de desgaste extremo é causado por um excesso de recursos emocionais e / ou cognitivos. Em outras palavras: nós não damos mais de nós. Muitas vezes, é experimentado como uma espécie de inércia física e mental, um sentimento de “peso” que envolve o dia a dia, como se estivéssemos ligados no piloto automático.

:: LEIA MAIS »

Depressão: Veja as sete formas como ajudar um amigo (a)

Foto: Ilustração

Quando um amigo ou familiar está deprimido, o que pode ser feito para ajudá-lo a sair da depressão são pequenas atitudes que podem fazer toda diferença como não julgar os motivos dele, não minimizar a dor que ele está sentindo e manter-se sempre em contato.

Algumas outras dicas que podem ajudar a conviver com uma pessoa deprimida, para ajudá-la a sair da depressão, são:

:: LEIA MAIS »

Ansiedade: Veja as 6 dicas como controlar o transtorno

Foto: Reprodução

Com certeza você já falou em algum momento da vida: “Ai que ansiedade. Estou ansioso para amanhã”. Mas existe uma diferença entre o sentimento de antecipação, que é normal, e a ansiedade patológica.

Quando falamos em ansiedade temos que ter em mente que ela pode se referir a um transtorno que atrapalha muito no dia a dia, podendo levar a sintomas graves como taquicardia, medo de morrer, suor frio e tontura. Quando essas reações começam a se intensificar na rotina, o ideal é procurar ajuda médica, como explica Ana Paula Carvalho, psiquiatra e coordenadora da Liga da Depressão do Hospital das Clínicas da USP (Universidade de São Paulo).

“Para diagnosticar a ansiedade, é preciso que o medo e a preocupação excessiva estejam evidentes. Uma coisa é ter medo e mesmo assim realizar alguma atividade. Porém, no momento em que o indivíduo deixa de fazer como ir a um evento, por exemplo, está claro que é uma doença”, ressalta. Segundo a especialista, além de acompanhamento com profissionais de saúde, é possível seguir dicas que aliviam o problema diariamente.

:: LEIA MAIS »

Artigo: O que é depressão? Relação entre o suicídio e a depressão

Foto: Reprodução

O que é Depressão?

A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. Pessoas que sofrem com distúrbios de depressão apresentam uma tristeza profunda, perda de interesse generalizado, falta de ânimo, de apetite, ausência de prazer e oscilações de humor que podem culminar em pensamentos suicidas.

A depressão atinge mais de 300 milhões de pessoas de todas as idades no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, a estimativa é que 5,8% da população seja afetada pela doença. (1)

Tristeza x Depressão

Há uma grande diferença entre tristeza e depressão. A tristeza pode ocorrer desencadeada por algum fato do cotidiano, onde a pessoa realmente sofre com aquilo até assimilar o que está acontecendo e geralmente não dura mais do que quinze a vinte dias. Já a depressão se instala e se não for tratada pode piorar e passar por três estágios: leve, moderada e grave.

Geralmente a pessoa pode apresentar dois ou mais dos seguintes sintomas:

:: LEIA MAIS »

Artigo: Devemos falar sempre sobre “Saúde Mental”

Foto: Ilustração

Falar de saúde mental, é portanto, falar de dia a dia, de convivência. É falar de normalidade, mesmo quando tudo parece sugerir loucura. É sustentar as contradições humanas da maneira como aparecem – desconcertantes, sem aviso prévio, sem compreensão imediata. É respeitar os sujeitos pela história singular de cada um, e pensar que cada um enfrenta batalhas muito particulares na vida, recorrendo a diferentes ferramentas. É acolher em vez de excluir, principalmente na atualidade, quando grupos de pessoas “iguais” se fecham em uma redoma de falsa segurança.

Saúde mental: Entenda por que a ansiedade é um dos males do século 21

Foto: Ilustração

Considerada o “mal do século”, a ansiedade, dependendo do grau, pode estar relacionada a um distúrbio psíquico, mas não é fácil distinguir um nível normal de um patológico. Mesmo sendo mais ligada ao sistema mental, ela também manifesta sintomas físicos.

Vale esclarecer que a ansiedade é um mecanismo natural do organismo, diante de estímulos estressantes, perigos eminentes, sejam eles reais ou imaginários, provocando respostas biológicas automáticas.

Contudo, diante da vida estressante que estamos tendo, altamente exigente em termos de tarefas e processamento de informações, as pessoas têm desenvolvido um nível de ansiedade prejudicial à sua saúde física e mental.

Com uma rotina complexa, em uma corrida contra o tempo — que nos faz pensar que 24 horas são insuficientes para dar conta de tudo —, o número de pessoas que vêm sofrendo com a ansiedade só tem crescido. Uma pesquisa recente realizada pela OMS aponta que 33% da população mundial sofre de ansiedade.

:: LEIA MAIS »

Saúde Mental: Por dia, em média, em todo o mundo, são 3 mil as pessoas que decidem acabar com a sua vida.

Foto: Ilustração

Todos os dias, 3 mil pessoas no mundo cometem suicídio. Como chegam à mais trágica e irreversível de todas as decisões permanece um desconcertante mistério. Mas há quem veja a luz ao fim deste funesto túnel. No dia 11 de agosto de 2014, Robin Williams tomou a decisão irremediável de por termo à sua vida. A evidência de uma depressão, decorrente de uma patologia bipolar, uma recaída alcoólica e o diagnóstico recente da doença de Parkinson fazem parte do conjunto de justificativas possíveis para tão tremendo ato.

Contudo, por muito que se diga, por muito que se saiba, apenas os suicidas conhecem os lugares sombrios que os habitam no tempo que lhes antecede a morte. Mas Robin Williams não morreu sozinho. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), suicidam-se, por dia, 3 mil pessoas. Uma a cada 40 segundos. E, por cada pessoa que se suicida, 20 ou mais cometem tentativas de suicídio. Estima-se que, em 2020, o número de suicídios atinja 1,5 milhões por ano. Por quê? Fomos à procura de respostas.

:: LEIA MAIS »

Poçoes: Secretaria Municipal de Saúde realizará dia de vacinação neste próximo sábado (01)

Foto: Van Nascimento

O coordenador da Vigilância Epidemiológica do município, enfermeiro Wesley Freitas, concedeu entrevista à Rádio Comunitária Liberdade FM no espaço “Informe saúde” onde o mesmo falou sobre a campanha de vacinação contra a Pólio e Sarampo.

Ele fez um alerta para que aquelas crianças que ainda não foram imunizados sejam conduzidas pelos seus responsáveis até uma Unidade de Saúde nesta sexta-feira para receber a vacina.

Foto: Van Nascimento

Já no sábado, as Unidades que estar  em forma de plantão serão as do bairro Açude, Bela Vista e Puericultura. Vamos juntos atingir a meta e imunizar nossas crianças. Durante a campanha de vacinação, a secretaria municipal de saúde imunizou 77% das crianças poçoenses superando assim a meta do estado, aproximando com a meta do Brasil que é de 78%.

Para o coordenador Wesley, para atingir a meta do município seria necessário imunizar cerca de 600 crianças, por esse motivo as unidades de saúde citadas na respectiva matéria estarão abertas neste próximo sábado (01) de 8:00h as 17:00.

*Panorama Geral

Curiosidade: 7 Maneiras que você pode morrer dormindo

Foto: Ilustração

Qual deve ser a melhor maneira de morrer? Muitos dirão que é dormindo pelo fato de que, ao menos pelo que parece, não se sente dor. Bom, vocês podem um dia ‘acordar’ e já estarem mortos. Já pararam para pensar nisso (risos)? Brincadeiras à parte, para quem não sabe, existem muitas maneiras de morrer enquanto estamos no sono e, acreditem, é mais comum do que vocês pensam.

Selecionamos nessa matéria algumas das maneiras mais comuns pelas quais as pessoas morrem enquanto estão no sono. Desde formas envolvendo apneia, até parada cardíaca. Então, caros leitores, confiram agora a nossa matéria com as 7 maneiras chocantes e comuns que você pode morrer dormindo:

Parada cardíaca súbita.

A parada cardíaca súbita pode acontecer quando o nódulo sonoatrial (o nódulo no coração que é essencialmente o marcapasso natural de seu corpo) é prejudicado. Em outras palavras, essa condição acontece quando os sistemas elétricos do coração apresentam mau funcionamento. Em muitos casos pode ser mortal nos primeiros minutos.

Quando isso acontece, o fluxo sanguíneo para o cérebro é reduzido. Isso pode acontecer durante o sono e os sintomas não costumam aparecer antes da parada cardíaca em metade dos casos.

Envenenamento por monóxido de carbono.

O monóxido de carbono é um gás incolor e inodoro. Contudo ele pode ser letal se for inalado em grandes quantidades. O gás é emitido por carros, churrasqueiras, lareiras, fogões e coisas do tipo. Caso uma quantidade grande se acumule em um espaço pequeno, respirar o gás pode ser tóxico. E se você inalar uma grande quantidade, pode ser o suficiente para morrer.

Agora imagine, se uma pessoa acordada já sente tontura, fraqueza e dor de cabeça, imaginem dormindo. Se isso acontecer com alguém que está em sono profundo, ela pode morrer durante o sono, antes mesmo de perceber o que está acontecendo.

Infarto do miocárdio.

Um infarto do miocárdio, mais conhecido como um ataque cardíaco, pode acontecer durante o sono, embora as chances de acordar sejam grandes, já que esse tipo específico de evento cardíaco acorda sua vítima antes dela morrer.

Ataques cardíacos são comuns quando o fluxo sanguíneo para uma parte do coração fica bloqueado. Isso pode destruir parte do músculo cardíaco. Quando o tecido cardíaco é danificado, o coração pode não aguentar bombear o sangue para o resto do corpo. Isso resulta em insuficiência cardíaca (que pode ser letal).

Aneurisma cerebral.

Um aneurisma cerebral é basicamente um ponto fraco na parede de um vaso sanguíneo no cérebro. É como se fosse um balão fino que se enche de sangue e estoura. Quando isso acontece, meus amigos, as chances de sobreviver não são grandes.

Quando uma veia se rompe, o sangramento geral dura apenas alguns segundos. Porém, esse sangue é que causa danos às células cerebrais e pode também aumentar a pressão do crânio. Se a pressão ficar muito alta, a condição pode ser fatal.

Afogamento seco.

Mas como assim afogamento seco? Bom, existem alguns casos até de crianças que morreram de afogamento seco. Isso acontece quando uma pessoa já saiu da piscina, por exemplo, mas inalou água que passou pela garganta e entrou nos pulmões. Isso geralmente causa alguns sintomas, mas em alguns casos são leves e imperceptíveis.

O mais assustador é que essa água pode causar problemas respiratórios que pioram com o tempo. Em alguns casos, esses problemas respiratórios não se manifestam até horas depois da pessoa ter saído da piscina. Sendo assim pode acontecer quando alguém estiver dormindo.

Apneia obstrutiva do sono.

A apneia obstrutiva do sono (AOS) é um distúrbio do sono em que a vítima para e inicia repetidamente o processo respiratório durante o sono. Essa condição é de longe o tipo mais comum de apneia do sono. a AOS é causada por flacidez dos músculos da garganta. Estima-se que até 22 milhões de americanos sofram de apneia do sono, mas 80% dos casos não são diagnosticados, o que faz dessa condição uma assassina silenciosa.

As pessoas com AOS têm quedas súbitas nos níveis de oxigênio no sangue quando parar de respirar. E se elas já tem pré-disposição para ataque cardíaco ou derrame, a AOS pode ser um gatilho prestes a ser apertado para matar a vítima.

Apneia central do sono.

Então vamos para outro caso de apneia. A apneia central do sono é um distúrbio que faz com que a respiração de uma pessoa pare e comece repetidamente, assim como a apneia obstrutiva do sono. Acontece quando o cérebro não envia os sinais elétricos adequados para os músculos que controlam os mecanismos respiratórios durante o sono. Acredita-se que isso dê origem a um problema no tronco cerebral.

Se o caso de apneia for muito grave, pode acontecer a hipoxemia, que é a insuficiência de oxigênio no sangue. Se o cérebro não for capaz de despertar o corpo a tempo para respirar, o prognóstico pode ser fatal.











WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia