WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
farmacia perfumaria abaete I


agosto 2021
D S T Q Q S S
« jul    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: ‘Educação’

Pesquisa aponta que 132 cidades baianas desejam voltar às aulas presenciais só em 2022

Foto / Colégio Isaías Alves em Poções

Uma pesquisa revela que 132 municípios baianos pretendem voltar às aulas presenciais só ano que vem. O número foi apurado em levantamento da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) Seccional Bahia. Segundo a organização, a pesquisa alcançou 415 dos 417 municípios do estado. Quando foram questionados em qual mês poderiam retomar as aulas nas escolas, 283 municípios responderam que devem voltar ainda em 2020. No entanto, apenas dez desejam voltar às aulas ainda em julho, e 58 em agosto. O restante sinalizou o retorno em setembro, 87 em outubro, 14 em novembro e 4 em dezembro.

Ainda conforme o apurado, apenas 58 municípios informaram que já aplicaram a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em profissionais da educação. Em relação à primeira dose, 208 informaram que já concluíram a primeira imunização contra o novo coronavírus. Em decreto, o governador Rui Costa determinou a volta às aulas presenciais no estado nesta segunda-feira (26). O município de Poções também aderiu o retorno às aulas.

Colégio Estadual Isaías Alves voltou às aulas nesta segunda-feira (26) no município de Poções

Fotos extraídas do perfil oficial da Escola no Facebook / Matéria Blog Panorama Geral

Começaram nesta segunda-feira (26) as aulas semipresenciais para os estudantes do Ensino Médio da rede estadual de ensino da Bahia. Seguindo todos os protocolos, todas as unidades escolares foram preparadas para receber os estudantes e servidores com segurança e cuidado com a vida. “Seguindo todos os protocolos, preparamos nossas unidades escolares para receber os estudantes e servidores com segurança e cuidado com a vida”, diz o secretário de educação da Bahia.

Fotos extraídas do perfil oficial da Escola no Facebook / Matéria Blog Panorama Geral

No município de Poções, o Colégio Isaías Alves abriu seus portões para receber os alunos na manhã desta segunda-feira que compareceram para o primeiro dia de aulas semipresencial. A escola segue todas as recomendações e protocolos estipulados pelo governo do estado em prevenção a covid-19.  Uso de máscaras, distanciamento social e uso de álcool em gel se tornou obrigatório na volta dos alunos a salas de aula. Poções tiveram uma queda significativa em números de casos ativos, com registro de dois novos casos nas últimas 24 horas, totalizando até o fechamento desta matéria 10 casos ativos conforme informa o boletim epidemiológico deste último domingo (25).

Fotos extraídas do perfil oficial da Escola no Facebook / Matéria Blog Panorama Geral

Conforme estipulado pela Secretaria Estadual de Educação da Bahia, o primeiro bloco foi formado por alunos com nomes iniciados entre as letras ‘A’ e ‘I’, e o segundo, de ‘J’ a ‘Z’. Cada escola poderá ajustar a escala de acordo com a realidade das classes. As unidades deverão programar as aulas de modo que, enquanto metade dos alunos participe das atividades presenciais, a outra parte desenvolva trabalhos remotos, mantendo a mesma carga horária e em dias alternados para cada turma.

Fotos extraídas do perfil oficial da Escola no Facebook / Matéria Blog Panorama Geral

Sobre a alternância, a SEC definiu que será feita entre os dias da semana e entre as semanas. Por exemplo: na semana 1, metade da turma terá aula na escola segunda, quarta e sexta-feira, enquanto a outra metade terá na terça, quinta e sábado. Na semana 2, a ordem se inverte.

Govenador da Bahia destina R$ 90 milhões para o transporte escolar nos municípios

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado

O Governo do Estado destinará R$ 90 milhões para os municípios baianos, com o objetivo de assegurar o transporte escolar dos estudantes das redes estadual e municipais, que moram nas zonas rurais e precisam se deslocar até as escolas. Os recursos são oriundos do tesouro estadual, por meio do Programa Estadual de Transporte Escolar (PETE).

O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar do Estado, Manoel Vicente Calazans, explicou que o PETE descentraliza três créditos aos municípios durante o ano, mas que diante do contexto das aulas semipresenciais na rede estadual de ensino, os recursos serão repassados em duas parcelas, sendo que a primeira parcela, de R$ 45 milhões, será creditada nos próximos dias. “O objetivo é garantir o transporte dos estudantes da rede estadual, mesmo naqueles municípios que ainda não decidiram por volta as aulas semipresenciais. É importante destacar que estamos dialogando com todos as prefeituras para resolver qualquer pendência de documentação, para viabilizar o crédito da primeira parcela na conta das prefeituras até o dia 30 de julho. A outra parcela será creditada em até três meses depois”, afirmou.

Ônibus escolar

Além dos recursos do PETE, o governo do Estado também está promovendo a renovação da frota de ônibus escolares, os chamados amarelinhos. Até esta sexta-feira (23), 144 ônibus escolares foram entregues a municípios baianos, com investimentos em torno de R$ 33 milhões, fruto de emendas parlamentares de deputados estaduais, federais e senadores. Só nesta sexta-feira (23), o governador Rui Costa e o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, entregaram 14 ônibus escolares, durante agenda no município de Itaberaba. Outros 52 ônibus foram entregues ontem, em Salvador e Santa Cruz Cabrália.

Os ônibus são do modelo ORE 1 (Ônibus Rural Escolar), com capacidade para 29 lugares, e possuem Dispositivo de Poltrona Móvel (DPM) para embarque e desembarque de estudante com deficiência ou com mobilidade reduzida.

Município de Boa Nova recomenda a não volta as aulas nesta segunda (26) devido alto número de casos ativos de COVID-19

*Foto /Prefeitura de Boa Nova // Blog Panorama Geral

A Prefeitura de Boa Nova, através da Secretária de Saúde e equipe técnica participou de uma reunião com a direção do Colégio Estadual Boanovense, com a participação da Secretaria de Educação e a presidente da APLB sindicato, com o objetivo de expor a situação epidemiológica do município.

O governador do estado da Bahia, Rui Costa (PT), determinou a volta as aulas semipresencial nesta segunda-feira (26), porém, muitos municípios está em alta em casos ativos da COVID-19.  Na reunião foi discutido  que no momento não há condições de retorno as aulas presenciais no município, tendo em vista o aumento de casos registrados nos últimos dias, a não vacinação dos profissionais de Educação com a segunda dose e outros fatores epidemiológicos regional.

A Secretária de Saúde informou ainda que está recomendando através de documento que será enviado ao núcleo regional de Educação e ao núcleo regional de Saúde, informando da recomendação do município.

 

De acordo o boletim epidemiológico desde último domingo (25), trás o registro de 33 casos ativos e 32 pessoas em quarentena, tanto na sede como no distrito e povoados.

Vereador Diogo Chulú tem audiência com o Diretor Geral IFBA Luciano Pestana e deputado estadual Euclides Fernandes

*Assessoria / Reprodução Blog Panorama Geral

Na tarde da ultima quinta-feira(23).o vereador Diogo Chulú esteve na cidade de Jequié em audiência com Diretor Geral do IFBA, acompanhado dos empresários Mario Bastos e Filadélfio Lago e deputado estadual Euclides Fernandes a fim de tratar a possibilidade da vinda do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia para o município de Poções.

No nosso município varios alunos de ensino superior se deslocam diariamente para outros municípios buscando graduação e conhecimento no Ensino Superior, além daqueles que realizam enorme esforço em mudar-se para cidade de Vitória da Conquista e lá residir sob o motivo acima informado, tendo em vista que apesar não só do nosso publico local, mais um publico regional que chega a mais de duzentas mil pessoas (Poções, Bom Jesus da Serra, Mirante, Boa Nova, Planalto, Nova Canaã e Iguai) , sendo assim milhares de alunos do Ensino Superior que viajam diariamente de todas as regiões para Cidades que dispõe desse serviço, como: Vitoria da Conquista, Jequié ou mesmo Itabuna; todas viagens cansativas e perigosas.

* Assessoria / Reprodução Blog Panorama Geral

É um sonho antigo e evidente necessidade dos nossos estudantes, sendo uma batalha constante em diversos momentos no passado e presente, até então infrutífera. Para o futuro, acreditamos que temos todos os requisitos necessários, e mais que isso, vontade política e empresarial local de concretizar esta proposta .

Neste amplo debate de muitos anos, já passamos a contar com o apoio da sociedade civil e seus empreendedores, bem como indicações e cooperação de legisladores, dentre estes, alguns empreendedores aqui se propuseram a doar áreas e recursos financeiros para as obras necessárias para implantação deste objetivo, se propuseram a doações, inclusive em quantias para construção de prédios com até oito salas, para Universidades.

“Agradeço a recepção do Deputado Euclides Fernandes que vem intermediando alguns encontros que futuramente ira trazer bons frutos ao município de Poções.”disse o parlamentar.

Planejando retorno das aulas na próxima semana,mais da metade das cidades baianas estão sem transporte escolar

Sudoeste Times / Reprodução Blog Panorama Geral.

Faltando cinco dias para a volta às aulas na rede estadual, o Governo do Estado informou que vai enviar ônibus e recursos para a contratação do transporte público dos alunos. Segundo a União dos Municípios da Bahia (UPB), 54% das cidades não realizaram licitação, ou ainda estão em processo, para contratação de transporte escolar, procedimento que dura em média de 30 a 40 dias.

Nesta quarta-feira (21), o governador Rui Costa comentou o assunto durante a entrega de um conjunto habitacional, em Salvador. Ele disse que o transporte escolar é de responsabilidade dos municípios, mas que nos próximos dias o Governo do Estado vai entregar cerca de 80 ônibus para serem usados nesse serviço.

“Eu já determinei a aquisição de mais 400 ônibus escolares que nós vamos também doar para os municípios. Até o dia 31 eu pago o transporte escolar aos municípios, e nós mantivemos o valor que seria equivalente para o ano inteiro mesmo restando apenas um semestre de aula. Isso tudo para reforçar o apoio aos municípios para o transporte escolar”, afirmou.

Nesta quinta-feira (21), serão entregues 37 ônibus escolares para municípios localizados em 12 territórios de identidade do estado. O ato será no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. A compra dos veículos foi possível através de emendas parlamentares. A frota inclui 8 veículos com tração 4×4. Todos os ônibus possuem capacidade para 29 passageiros cada.

No dia 26 de julho os estudantes do ensino médio, do ensino profissional e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) retornam às salas de aula. E no dia 9 de agosto será a vez dos alunos do ensino fundamental II. “Nós resolvemos começar com os maiores e depois entram os menores, quando a rotina estiver já estabelecida na escola”, disse.

Na Bahia aulas semipresenciais do Ensino Médio começam dia 26; Fundamental inicia dia 9

Imagem / Reprodução. BN

A portaria que prevê o retorno das aulas semipresenciais e estabelece orientações gerais para a Educação estadual foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (20). O texto prevê o início das aulas na modalidade de ensino híbrido a partir da próxima segunda-feira (26) para o ensino médio. As demais séries escolares, como o fundamental, vão retornar em 9 de agosto.

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) chama atenção para que sejam observados e cumpridos protocolos de biossegurança para o enfrentamento da pandemia da Covid-19.

As aulas presenciais foram condicionadas à ocupação máxima de 50% da capacidade de cada sala de aula e à observância aos protocolos sanitários. Cada turma de estudantes será dividida em duas, sendo uma turma formada por alunos cujo nome próprio seja iniciado por letra constante do grupo de letras de “A” a “I” e a outra turma formada por alunos cujo nome próprio seja iniciado por letra constante do grupo de letras de “J” a “Z”. As escolas têm autonomia para fazer ajustes na escala conforme a realidade de cada turma e em função de outros critérios.

A portaria orienta que as escolas implementem a mesma organização de aulas programadas para as rotinas regulares, de modo que, a cada dia, metade da quantidade de alunos de uma turma participe das atividades de maneira presencial e a outra metade de atividades de maneira não presencial, em sistema de alternância diária e com igual carga horária.

Em relação ao rodízio, a portaria prevê que ocorra entre os dias da semana e entre as semanas. Assim, na semana 1, metade da turma irá na segunda, quarta e sexta e a outra metade, terça, quinta e sábado. Na semana 2, os dias serão invertidos e quem foi na segunda, quarta e sexta-feira irá na terça, quinta e sábado, e o contrário. “Essa alternância assegura que todos os estudantes tenham aulas presenciais de todos os componentes curriculares”, ressaltou a SEC.

Caberá a cada Núcleo Territorial de Educação (NTE) validar a escala do retorno híbrido definida por cada unidade escolar, além de acompanhar o andamento das aulas.

“A escala do retorno híbrido deverá ser rigorosamente efetivada por cada unidade escolar, a fim de que nenhum aluno seja desassistido, respeitando-se o revezamento, sendo de absoluta importância o controle interno da frequência do aluno”, diz trecho do texto da SEC.

Conforme a portaria, a alternância das atividades é exclusiva dos estudantes. Os professores vão dar aulas presenciais nas turmas e nos horários definidos na programação e não vão modificar horários, exceto em função da inclusão dos sábados letivos, quando haverá atividades presenciais e remotas, conforme portaria.

Em Salvador, vereador Diogo Chulu busca Universidade para Poções

Fonte: Assessoria / Reprodução: Blog Panorama Geral

Na manhã da ultima quarta-feira (14), o vereador Diogo Chulu esteve na Secretaria  de Educação  Do Estado Da  Bahia, em audiência com Marcius Almeida coordenador executivo de programas e projetos estratégicos da educação, Daniele Sodré coordenadora da educação integrada e Márcia Santa Isabel coordenadora UAB, a pauta foi referente ao oficio 60\2021, que seja instalada a UAB (Universidade Aberta do Brasil) no Município de Poções, sendo está situada em um de nossos colégios Estaduais.

Sistema UAB Educação a Distância funciona como um moderador
entre instituições públicas de ensino superior e governos estaduais e municipais. A maior parte do curso é feita a distância, porém, existe uma carga horária de atividades presenciais que precisa ser cumprida, nos polos de apoio, com a ajuda dos tutores.

Muitos dos nossos jovens sonham em estudar e ter uma profissão, mas nem todos têm suporte financeiro para realizar este sonho, devido o alto custo para se deslocar para outra cidade. “Uma Universidade no Município de Poções seria um mecanismo de oportunizar a centenas de jovens a concretização deste objetivo”, Disse Diogo Chulú.

Alunos que não retornarem às escolas na BA terão benefício cortado, diz secretário

G1

O secretário de Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, afirmou, nesta quarta-feira (14), que os estudantes que não retornarem às escolas terão o benefício do Bolsa Presença cortado. A fala vem depois do governador Rui Costa anunciar a retomada das aulas semipresenciais, a partir de 26 de julho. A medida é semelhante à informada pelo governador, na manhã desta quarta. Rui disse que os professores e profissionais da Educação terão corte salarial caso não retornem às escolas a partir da mesma data.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB) afirma que a categoria não vai voltar às salas de aula neste mês, porque não há vacinação completa contra a Covid-19. De acordo com o secretário Jerônimo Rodrigues, estudantes, professores e profissionais da categoria só poderão se ausentar das escolas caso apresentem atestado médico comprovando a comorbidade. Ele avalia que esses casos são exceções e serão tratados como tal, pela coordenação das escolas.

“As atividades estão sendo retomadas. Caso haja alguma exceção, será tratada na condição de exceção. O direito do Bolsa Presença, se não está frequentando agora no remoto, nós já suspendemos esse pagamento. Então, no hibrido [semipresencial] nós continuaremos fazendo o padrão combinado dentro de uma lei que foi aprovada na assembleia”. “O nome do programa é Bolsa Presença, e isso serve como exemplo para outras atividades. Agora, se for uma exceção, a escola terá orientação para a gente cuidar como exceção”, explicou.

Questionado sobre estudantes e familiares que não se sentirem confortáveis com o retorno, o secretário afirmou que essas famílias devem procurar a escola para uma conversa. “Os pais e as mães que acompanham a decisão do governador e tiverem a preocupação com aprendizagem do estudante, do seu filho, eles saberão procurar escola para acharmos uma saída à altura, para que o estudante que esteja inseguro, com medo”.

Vale Alimentação

O secretário disse ainda que estuda como será feito o pagamento do Vale Alimentação, outro benefício concedido aos alunos da rede estadual durante a pandemia. O estudo do pagamento será feito porque, conforme o secretário, com retorno das aulas, os estudantes terão alimentação nas escolas. No entanto, com o modelo semipresencial a ser adotado, essas aulas só serão feitas em três dias da semana, com revezamento: uma parte da turma às segundas, quartas e sextas-feiras; e a outra parte às terças, quinta e sábados.

Os benefícios do Bolsa Presença e do Vale Alimentação são complementares, para famílias que vivem em situação de pobreza ou extrema pobreza. “Estudantes de famílias pobres ou extremamente pobres, já fazem parte do Bolsa Presença e terão esse benefício assegurado com a frequência escolar. O Bolsa Presença já tem seis meses garantidos, estamos pagando terceira parcela, vamos pagar quarta em agosto”. “Se a gente, no decorrer do ano, tiver condições de voltar às atividades totalmente, não teremos necessidade dos programas, porque os estudantes farão a alimentação na escola”.

Universidades

No caso das universidades, o secretário informou que elas já possuem calendário semestral organizado e que os conselhos universitários terão autonomia para deliberar e decidir se vão aderir ao método semipresencial, ou se vão seguir no modo virtual.

“Nosso desejo é que as universidades nos ajudassem nesse aspecto, até porque o público da universidade já é mais adulto, o que torna as condições mais cuidadosas, de uso de máscara, afastamento. Mas ficará a cargo dos conselhos, a liberação” disse ele.

Estudantes da rede estadual recebem novo crédito do programa Vale-alimentação nesta quinta-feira (15)

ASCOM/GOV-BA

O Governo do Estado realiza, nesta quinta-feira (15), novo crédito do programa Vale-Alimentação (PVAE). A iniciativa, que chega na sétima parcela, no valor de R$ 55 por aluno, faz parte das ações de assistência estudantil desenvolvidas no âmbito do Programa Estado Solidário, com o objetivo de garantir a segurança alimentar dos estudantes e de suas famílias. O investimento com o Vale-Alimentação, até o momento, já soma R$ 316 milhões de recurso próprio do Estado.

O PVAE beneficia todos os estudantes matriculados na rede estadual de ensino (cerca de 900 mil). O valor é, exclusivamente, para a compra de alimentos, como feijão, arroz, macarrão, ovos, carne e leite, sendo de livre escolha do estudante. Os alimentos podem ser comprados com os cartões distribuídos pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), em mais de 20 mil estabelecimentos credenciados nos 417 municípios baianos, além de distritos e povoados, movimentando, também, a economia local e do Estado.

Bolsa Presença – As famílias dos estudantes, em condição de vulnerabilidade socioeconômica e com cadastro no CadÚnico, também estão recebendo, desde sábado (10), o crédito de R$150 do Bolsa Presença, outro programa de assistência estudantil desenvolvido no âmbito do Estado Solidário. O crédito mensal, por família, está disponível nos cartões entregues pela Secretaria da Educação do Estado (SEC) e pode ser utilizado para a aquisição de alimentos, de material escolar ou outra necessidade familiar.

Este é o terceiro dos seis créditos previstos pelo programa, cujo objetivo é apoiar financeiramente as famílias dos estudantes e assegurar a permanência dos alunos nas atividades letivas. A previsão é a de que o Bolsa Presença alcance 311 mil famílias de 357 mil estudantes da rede estadual de ensino.

Em caso de dúvida sobre o Vale-alimentação e Bolsa Presença, o estudante ou pais/responsáveis deve entrar em contato com a escola onde está matriculado ou pelos canais da Ouvidoria (0800 284 0011 e e-mail [email protected]). Outras opções são as contas do Facebook (@ouvidoriageraldabahia) e do Instagram (@ouvidoriageralbahia) da Ouvidoria Geral do Estado, que passaram a ser usadas para otimizar esta prestação de serviços aos estudantes, professores, servidores e sociedade de um modo em geral.









WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia