*Sudoeste Acontece // Reprodução: Blog Panorama Geral

Uma Operação da ADAB [Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia] resultou na apreensão de 1,5 tonelada de carne, queijo e leite em Belo Campo. Conforme ressalta João Paulo Brito Lima, coordenador da Vigilância Sanitária de Belo Campo, trata-se de uma grave questão de Saúde Pública, pois a ingestão de carne e produtos impróprios para o consumo pode acarretar a transmissão de diversas doenças como: Brucelose, Tuberculose Bovino, Cisticercose, Salmonela, Botulismo, entre outras.

“Caracteriza-se crime contra as relações de consumo: vender, ter em depósito ou expor, entregar matéria-prima ou mercadoria em condições impróprias ao consumo, conforme previsto na Lei’’, acrescenta o coordenador na última quinta-feira (10).

Ainda de acordo João, a ausência de comprovação de origem [falta de nota fiscal de procedência, de selo de inspeção federal, estadual ou municipal] torna o produto impróprio para o consumo, assim como produtos com prazo de validade ou em condições inadequadas de armazenamento. Os produtos estavam em contato diretamente com o chão ou em temperatura inadequada. Dois infratores foram conduzidos à Delegacia Territorial de Polícia Civil.