WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
farmacia perfumaria abaete I














outubro 2018
D S T Q Q S S
« set   nov »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

:: 13/out/2018 . 20:00

Conquista: Rondesp prende elementos com plantação de maconha no quintal de residência

Fonte: Vinny na mídia/Reprodução Panorama Geral

Por volta das 17h deste sábado (13), guarnições da Rondesp Sudoeste, durante patrulhamento no bairro Urbis IV, em Vitória da Conquista, perceberam uma movimentação estranha numa residência. Ao verificar o local, com a permissão do proprietário, os policiais perceberam que havia 03 indivíduos praticando o uso de drogas. Ao ser realizada a busca no imóvel, foram encontrados 30 pés de maconha, 03 frascos contendo maconha, 04 celulares, R$ 696,90 em espécie, 01 veículo Renault Sandero Branco, 1/2 tablete de maconha e 03 sacolas contendo maconha. Diante do fato, foram conduzidos ao Disep Arthur Aciolle Marcos Cabral, Felipe Oliveira de Carvalho e José Charles Silva Almeida.

Seu Direito: Importunação sexual agora é crime

Agencia Brasil

Importunação sexual é crime. A nova lei foi assinada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) Dias Toffoli, que assumiu a presidência enquanto Temer esteve fora do país. De acordo com a nova legislação, praticar ato libidinoso contra alguém ou divulgar fotos e vídeos de nudez ou ato sexual sem consentimento agora pode acarretar punição de até cinco anos de detenção.

Até o dia 24 de setembro, quando a lei foi assinada, essas atitudes eram consideradas contravenção, tendo como pena apenas multa. Dessa maneira, a punição era branda demais para quem violentava outras pessoas no transporte público, por exemplo.

De acordo com a Legislação, algumas ações tornam-se agravantes no crime de importunação, tais como:

– O criminoso ter mantido relações íntimas ou afetivas com a vítima, sendo cônjuge, namorado ou parente, por exemplo;

– Praticar estupro coletivo, que é caracterizado pela agressão realizada por dois ou mais criminosos;

– Praticar o estupro corretivo, caracterizado pelo discurso do agressor de “ensinar uma lição” à vítima, como, por exemplo, um homem rejeitado que abusa da vítima afirmando que ninguém pode rejeitá-lo.

Até o fim de setembro, o estupro era punido com seis a dez anos de prisão. Com os novos agravantes a pena pode ser aumentada de um a dois terços.

Outro ponto positivo da nova legislação é que os crimes contra a dignidade sexual se tornam de ação penal pública incondicionada, ou seja, o Ministério Público deve cuidar da denúncia apresentada ao Judiciário, independentemente do envolvimento ou da autorização da vítima. Nenhuma condição pode barrar a investigação, que é o que já acontece com outros crimes graves, como o homicídio.

Mundo: Álcool e tabaco causam infarto e AVC em jovens

Foto: Ilustração

O álcool é o maior causador de morte entre os jovens, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Isso em decorrência da precarização da saúde e de atitudes tomadas ao estar embriagado – como dirigir ou entrar em brigas. Infelizmente, porém, isso não impede que cresça cada vez mais o número de adolescentes consumidores de bebidas alcoólicas.

Somente no Brasil, de acordo com a Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP), 67% dos estudantes entre 13 e 15 anos de idade já experimentaram bebidas que, em teoria, estariam disponíveis apenas para maiores de idade; desses, pelo menos 22% já ficaram embriagados.

O Levantamento Nacional de Álcool e Drogas da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) afirma que metade dos jovens brasileiros começaram a beber aos 15 anos de idade ou menos. 36% afirmam que fazem uso nocivo do álcool, ou seja: consomem em excesso.

Entre os 36% de jovens alcoólatras, 25,2% utilizaram drogas ilícitas sob efeito do álcool, como maconha e ecstasy, 48,3% dirigiram embriagados e 18,6% praticaram sexo de risco.

Como sabemos, porém, o viciado demora muito a assumir que está preso ao vício. No caso dos jovens, então, essa demora é ainda maior. Se um terço dos jovens assumiu o problema é possível imaginar que pelo menos o dobro dessas pessoas vivam a mesma coisa sem se dar conta.

Para os adultos é ruim, para as crianças é pior

O periódico científico European Heart Journal acaba de publicar um estudo realizado pela Universidade College London junto à Universidade de Bristol, ambas do Reino Unido. Os pesquisadores acompanharam jovens de mais de 14 mil famílias e seus hábitos por quatro anos e chegaram à conclusão de que o álcool e o tabaco na adolescência fazem mais mal do que na vida adulta.

O autor principal do estudo, John Deanfield, do Instituto de Ciência Cardiovascular da Universidade College London, relatou: “Beber e fumar na adolescência, mesmo em níveis inferiores àqueles informados em estudos com adultos, está associado a enrijecimento arterial e à progressão da arterioesclerose”.

Entre inúmeros problemas decorrentes desses sintomas está o aumento exponencial do risco de sofrer infartos e derrames cerebrais.

Outro dado muito preocupante é: os responsáveis por apresentar o álcool e o tabaco à maioria dos jovens são os próprios familiares.

É o que diz uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a qual relata que 46% dos adolescentes tiveram os primeiros consumos de álcool ainda em casa, o pior é que muitos pais ignoram o fato de que bebida alcoólica também merece atenção, principalmente porque o álcool também é considerado um tipo de droga, apesar de lícita. Mesmo assim, ela é a mais consumida entre os jovens e a que é usada mais cedo, com média de idade de 12,5 anos.

O mesmo acontece com o cigarro. Embora o número de jovens fumantes tenha diminuído, a maioria ainda se inicia no vício por conviverem com pais fumantes. E, para qualquer viciado, é muito difícil alcançar a cura. A maior parte dos dependentes que querem se livrar do vício tenta diversos métodos, quase sempre sem sucesso e a maioria desiste no caminho.

Saúde Emocional: Depressão atinge mais de 320 milhões de pessoas em todo o mundo

Foto: Ilustração

Mais de 320 milhões de pessoas sofrem de depressão no mundo, segundo estudo realizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que também afirma que até 2030 a doença será a mais comum do mundo, à frente do câncer e dos problemas cardíacos.

Segundo os dados da OMS, o Brasil é o país com maior prevalência de depressão da América Latina (5,8% da população) e o segundo nas Américas, ficando atrás somente dos Estados Unidos, que têm 5,9% de depressivos.

Ainda segundo a OMS, a depressão é diferente das mudanças de humor mais comuns; ela se manifesta por um sentimento de tristeza que dura, ao menos, duas semanas, e que impede a pessoa de levar uma vida normal.

Nota de repúdio: Haddad faz declarações caluniosas contra o líder da Universal

Foto: Ilustração

“A Igreja Universal do Reino de Deus repudia as declarações caluniosas e preconceituosas do candidato Fernando Haddad, proferidas nesta sexta-feira (12). Com sua fala criminosa, o ex-prefeito de São Paulo desrespeita não apenas os mais de 7 milhões de adeptos da Universal apenas no Brasil, mas todos os brasileiros católicos e evangélicos que não querem a volta ao poder de um partido político que tem como projeto a destruição dos valores cristãos, como a família, a honra e a decência.

Quando o Bispo Edir Macedo apoiou o Partido dos Trabalhadores (PT) e o ex-presidente Lula, o apoio era muito bem-vindo. Agora, quando o líder espiritual da Universal declara que seu candidato é Jair Bolsonaro, o Bispo Macedo deve ser ofendido de forma leviana?Atacando uma das maiores lideranças evangélicas do País, Haddad tenta incitar uma guerra religiosa ao dar essa declaração em um local sagrado aos católicos, em pleno feriado católico. Charlatão é o candidato que mente para o povo para ser eleito.

Fome de dinheiro tem o partido político que assalta estatais e os cofres públicos para sustentar uma estrutura que a Justiça definiu como “organização criminosa”. Em 2017, os programas sociais da Universal atenderam 9 milhões de brasileiros invisíveis aos governos: moradores de rua, viciados em drogas, presidiários e seus familiares, mulheres vítimas de violência doméstica, idosos abandonados, policiais militares oprimidos, jovens da periferia das grandes cidades, empresários falidos. Toda essa assistência é prestada a custo zero aos cofres públicos. O candidato responderá na Justiça pelo ódio religioso que tenta espalhar e por suas calúnias.

De resto, o povo saberá dar resposta a ele”.











WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia