WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
farmacia perfumaria abaete I
















fevereiro 2021
D S T Q Q S S
« jan    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  


Economia: Caixa paga abono salarial para nascidos em janeiro e fevereiro

Blog Panorama Geral / Edição: Graça Adjuto

Cerca de 3,4 milhões de trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro começam a receber, nesta terça-feira (19), R$ 2,75 bilhões referentes ao abono salarial do calendário 2020/2021 – ano-base 2019. A Caixa Econômica Federal depositará o dinheiro na conta corrente informada ou na conta poupança digital, usada para pagar o auxílio emergencial, para quem não é cliente do banco. As poupanças digitais podem ser movimentadas pelo aplicativo Caixa Tem. Disponível para telefones celulares, o aplicativo permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), boletos bancários, compras com cartão de débito virtual pela internet e compras com código QR (versão avançada do código de barras) em estabelecimentos parceiros.

Para os funcionários públicos ou trabalhadores de empresas estatais, vale o dígito final do número de inscrição do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). A partir de amanhã, fica disponível o crédito para inscritos com final 5. O Pasep é pago pelo Banco do Brasil. Os trabalhadores que nasceram entre julho e dezembro receberam o abono salarial do PIS em 2020. Os nascidos entre janeiro e junho terão o recurso disponível para saque em 2021. Os servidores públicos com final de inscrição do Pasep entre 0 e 4 também receberam em 2020. Já as inscrições com final entre 5 e 9 ficaram para 2021. O fechamento do calendário de pagamento do exercício 2020/2021 ocorre em 30 de junho.

Quem tem direito

Tem direito ao abono salarial 2020/2021 o trabalhador inscrito no Programa de Integração Social (PIS) há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2019, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Também é necessário que os dados tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) ou e-Social, conforme categoria da empresa. Recebem o benefício na Caixa os trabalhadores vinculados a entidades e empresas privadas. Em todo o calendário 2020/2021, a Caixa deve disponibilizar R$ 15,8 bilhões para 20,5 milhões trabalhadores.

As pessoas que trabalham no setor público têm inscrição no Pasep e recebem o benefício no Banco do Brasil (BB). Nesse caso, o beneficiário pode optar por realizar transferência (TED) para conta de mesma titularidade em outras instituições financeiras, nos terminais de autoatendimento do BB ou no portal www.bb.com.br/pasep, ou ainda efetuar o saque nos caixas das agências. Para o exercício atual, o BB identificou abono salarial para 2,7 milhões trabalhadores vinculados ao Pasep, totalizando R$ 2,57 bilhões. Desse montante, aproximadamente 1,2 milhão são correntistas ou poupadores do BB, e aqueles com final de inscrição de 0 a 4 receberam seus créditos em conta antecipadamente no dia 30 de junho, no total de R$ 580 milhões, segundo a instituição financeira.

Abono salarial anterior

Os trabalhadores que não sacaram o abono salarial do calendário anterior (2019/2020), finalizado em 29 de maio deste ano, ainda podem retirar os valores. O prazo vai até 30 de junho de 2021. O saque pode ser feito nos canais de atendimento com cartão e senha Cidadão, ou nas agências da Caixa. A consulta sobre o direito ao benefício, bem como ao valor à disposição, pode ser feita por meio do aplicativo Caixa Trabalhador, pelo atendimento Caixa ao Cidadão (0800-726-0207) e no site http://www.caixa.gov.br/abonosalarial/.

No caso do Pasep, os recursos ficam disponíveis para saque por cinco anos, contados do encerramento do exercício, de acordo com resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat). Os abonos não sacados são transferidos automaticamente para o próximo exercício, sem necessidade de solicitação do trabalhador.

Cultura: Filme poçoense foi selecionado para Festival Nacional de Cinema

*Blog Panorama Geral

Gravado no município de Poções e tendo como roteirista e direção o cineasta Rogério Sagui, o filme conta a história de Rosa, uma menina de 10 anos que ao ver sua mãe doente, os rios secando e o sertão sendo tomado por desesperança, saem em jornada para encontrar Nossa Senhora Imaculada, a rainha do sertão, a fim de lhe entregar uma flor que poderia ser a única a resistir àqueles longos anos de seca, e então a santa realizaria o milagre: fazer chover no sertão.

A menina mergulha em uma caatinga fantasiosa, habitada por pessoas e criaturas moldadas pela seca. Em sua rede social, Rogério expressou sua alegria e agradecimentos “É com muita felicidade que compartilho com vocês,o nosso Filme Rosa Tirana foi selecionado para o seu primeiro festival Nacional de cinema. Fico muito honrado de levar o nome de meu estado e minha cidade para outros cantos do no nosso Brasil. Agradeço imensamente a toda equipe do filme e todos os envolvidos nessa jornada de um sonho tão árduo de ser realizado”, concluiu ele.

A 24ª edição da Mostra de Cinema de Tiradentes,  acontecerá entre os dias 22 e 30 de janeiro. Os filmes selecionados são da Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina. Todos eles serão avaliados pelo Júri Oficial e concorrem ao Troféu Barroco e a prêmios de parceiros da Mostra de Cinema de Tiradentes.

Os filmes selecionados na Mostra Aurora 2021 são:
“Açucena” (BA), de Isaac Donato;
“Oráculo” (SC), de Melissa Dullius e Gustavo Jahn;
“Rosa Tirana” (BA), de Rogério Sagui;
“Kevin” (MG), de Joana Oliveira;
“A Mesma Parte de um Homem” (PR), de Ana Johann;
“O Cerco” (RJ), de Aurélio Aragão, Gustavo Bragança e Rafael Spíndola;
“Eu, Empresa” (BA/MG), de Leon Sampaio e Marcus Curvelo.

Pela primeira vez em sua história, a Aurora reúne três títulos da Bahia. A seleção ficou a cargo da dupla de curadoria Francis Vogner dos Reis e Lila Foster. O município de Poções, Sudoeste Baiano, será representada pelo filme Rosa Tirana.

Para assistir o filme ROSA TIRANA no dia e hora descrito na programação, só clicar no link a seguir na Página Oficial do Festival ( amostratiradentes.com.br  )

Veja o trailer do filme;

 

*Noerivan do Nascimento Pereira

 

Sudoeste Baiano: Carregamentos de vacinas contra covid-19 será acompanhada pela Polícia Militar

Blog Panorama Geral

Autoridades políticas e militares acompanharam na segunda-feira, 18, o “Ato Simbólico de Recebimento das Vacinas – Brasil Imunizado”, que aconteceu em São Paulo, com a entrega das doses contra a Covid-19. A cerimônia, realizada pelo Ministério da Saúde, teve participação de outros estados e deram início às 7h em Guarulhos.

Neste domingo, os cinco diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovaram por unanimidade o uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford contra a Covid-19. “Toda a nossa rede de saúde e logística já está mobilizada para dar início à imunização no Sudoeste da Bahia. A autorização da Anvisa para uso emergencial das vacinas é uma conquista muito importante. Mas esse é apenas o passo inicial de um processo que ainda vai requerer que tenhamos muita responsabilidade até chegar ao estágio em que estaremos todos imunizados. Precisamos seguir nos cuidando”, ressaltou o governador.

O Ministério da Saúde afirmou que após a aprovação da Anvisa, o início da vacinação pode ocorrer em até cinco dias. A previsão é de que o processo possa começar no dia 20 janeiro. A previsão da carga que contem as vacinas está previsto para chegar a Vitoria da Conquista, cidade pólo do Sudoeste do estado, entre os dias 18/19 e terá o acompanhamento da Polícia Militar da Bahia em todo o percurso até a chegada aos municípios.

“Nós já estamos preparados na questão logística e realizamos os acompanhamentos nos últimos dias. Há quantidade suficiente de materiais para atender as primeiras fases da campanha de vacinação”, afirmou o governador. Na última semana, o governador explicou que, a partir do momento da chegada das vacinas, elas serão enviadas aos municípios baianos em até 24 horas, mais precisamente aqueles municípios que já elaboraram e apresentam o plano de gestão com relação a imunização da covid-19. Com relação ao município de Poções, ainda não fomos informados com relação a elaboração do plano de vacinação.

*Noerivan Nascimento Pereira

Poções: 79° CIPM de Luto /Faleceu o SGT Vitalino Carrufo por complicações de saúde

*Blog Panorama Geral

O Sargento Antônio Vitalino, idade não revelada, conhecido como “Carrufo”, Sgt Policial Militar da reserva, faleceu na madrugada desta segunda-feira, 18 de janeiro.
Carrufo além de policial militar na reserva, atuava como voluntário no Centro de Recuperação Filho Pródigo e chegou a participar de algumas atividades do CAPS, como voluntário, onde sua esposa é servidora pública.
O local do velório e horário do sepultamento ainda não foi anunciado pela família. Carrufo deixa esposa e filhos.
A equipe do Blog Panorama Geral expressa o mais profundo pesar aos familiares e amigos enlutados. Informações serão atualizadas durante necessário.
Confira a nota do comando da companhia;

“Nota de pesar

A 79ª CIPM externa sentimento de grande pesar pelo falecimento de Antônio Vitalino Freire, sargento da reserva, ocorrido na madrugada desta segunda-feira (18). Nossa solidariedade a toda família e amigos do Sargento Carrufo, como era popularmente conhecido.”

 

*Noerivan do Nascimento Pereira

Luto no Esporte: Presidente da Confederação Brasileira de Canoagem falece vítima de covid-19

Blog Panorama Geral / Fonte: CBN

O presidente da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa), João Tomasini Schwertner, faleceu na manhã deste domingo (17), aos 61 anos em Curitiba. O dirigente foi internado há um mês na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Marcelino Champagnat, na capital paranaense, quando testou positivo para o novo coronavírus (covid-19). Ele não resistiu às complicações da doença e morreu às 10h57, segundo nota divulgada pela CBCa.

Tomasini presidia a entidade brasileira desde 1989 e também comandava a Confederação Pan-Americana de Canoagem (Copac). Entre 2010 e 2014, ele foi o terceiro vice-presidente da Federação Internacional da Modalidade (ICF, sigla em inglês).

O falecimento repercutiu entre atletas. Medalhista de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima (Peru), em 2019, na canoagem velocidade, Ana Paula Vergutz lamentou a morte do dirigente em publicação no Stories, função do Instagram que permite veicular fotos ou vídeos por 24 horas. Campeão pan-americano na canoagem slalom e já garantido para a Olimpíada de Tóquio (Japão), Pedro Gonçalves, o Pepê, também se pronunciou pela rede social.

Saúde: Anvisa aprova uso emergencial das vacinas Coronavac e de Oxford

Blog Panorama Geral / Fonte: ANVISA

A Agência Nacional de Vigilância aprovou por unanimidade o uso emergencial de duas vacinas contra a Covid-19: a Coronavac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac com o Instituto Butantan, e da Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca. Com isso, a campanha de vacinação já pode ser iniciada no Brasil – a data anunciada pelo governo federal é 20 de janeiro.

A reunião extraordinária da diretoria colegiada realizada neste domingo (17) iniciou às 10h e, por volta das 15h, formou maioria com três votos a favor da aprovação. A liberação foi discutida por cinco membros da agência, entre eles o presidente do órgão, o médico e contra-almirante Antonio Barra Torres. A análise da liberação dos dois imunizantes foi realizada por uma equipe de cerca de 50 pessoas da agência reguladora e três áreas responsáveis pelo registro de medicamentos, certificação de boas práticas de fabricação e pela farmacovigilância de medicamentos, que é o monitoramento do produto no mercado.

Apenas farmacêuticas que realizaram estudos clínicos de fase 3 no país podem pedir o aval para aplicar a vacina neste formato, pelas regras atuais da agência. Com o resultado, os parâmetros aprovados para cada vacina serão tornados públicos, e a autorização passa a valer a partir da ciência oficial dos laboratórios solicitantes.

O Instituto Butantan solicitou à Anvisa em 8 de janeiro o registro de uso emergencial da vacina chinesa Coronavac. O pedido foi comunicado pela própria Anvisa. O prazo, segundo a própria agência, era de 10 dias para responder ao pedido de solicitação. No mesmo dia o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que o governo federal quer fechar contrato para compra de 100 milhões de doses do imunizante chinês. Segundo o ministro, 46 milhões da Coronavac serão distribuídas até abril e mais 54 milhões no resto do ano.

Depois, foi a vez da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) fazer o pedido de uso emergencial da vacina de Oxford, desenvolvida pela empresa AstraZeneca. O pedido é para o uso de 2 milhões de doses de vacinas que devem ser importadas do laboratório Serum, sediado na Índia, um dos fabricantes da vacina da AstraZeneca. Assim como no caso da Coronavac, a solicitação também foi comunicada pela agência reguladora. A vacina de Oxford é a principal aposta do governo federal. A Fiocruz deve distribuir 210,4 milhões de doses a partir de fevereiro.

Ao longo do processo a Anvisa chegou a solicitar ao Butantan mais informações para a autorização da Coronavac. Já os documentos da Fiocruz foram aprovados sem ressalvas pela agência. O procedimento de checagem é uma conferência feita nas primeiras 24 horas para verificar se as informações essenciais sobre eficácia e resultados clínicos estão no processo para análise de uso emergencial pela equipe técnica da Anvisa.

Vacina contra covid-19: Mulher, negra e enfermeira será a primeira pessoa vacinada em SP

Blog Panorama Geral / Agência 10

De acordo com informações da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, a primeira pessoa a ser imunizada com a Coronavac, vacina desenvolvida pela chinesa Sinovac em parceria, no Brasil, com o Instituto Butantan já foi escolhida. Trata-se de uma mulher, negra e enfermeira. O seu nome: Monica Calazans.

A profissional de 54 anos trabalha na UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, e está há dez meses trabalhando na linha de frente do combate ao coronavírus. A instituição é referência no tratamento de doenças infecciosas. Além disso, ela pertence ao grupo de risco, por ser obesa, hipertensa e diabética.

Segundo Mônica Bergano, Monica Calazans manteve cuidados minuciosos durante a pandemia. Até então, ela não foi contaminada pelo vírus, e também ajudou a preservar dois familiares do risco.

Tristeza: Remessas de oxigênio que governo federal enviou daria para abastecer Manaus por poucas horas

Blog Panorama Geral / Fonte: MSN

Duas cargas de oxigênio encaminhadas pelo governo federal a Manaus, no mês de maio de 2020 e neste final de semana, dariam para abastecer o Amazonas por apenas poucas horas. Na manhã deste sábado, o presidente Jair Bolsonaro propagandeou nas redes sociais que no dia 3 de maio mandou um carregamento de 200 cilindros de oxigênio ao Estado, algo em torno de 2 mil metros cúbicos do produto. Também no sábado, o Ministério da Defesa divulgou nota destacando que mais 6 mil metros cúbicos foram encaminhados ao Estado, o que totalizaria 8 mil metros cúbicos do oxigênio. De acordo com o governo do Amazonas, no entanto, a demanda diária, que estava antes do segunda onda da pandemia de covid-19, em torno de 30 mil metros cúbicos, subou para mais de 70 mil na última semana. As duas remessas, dessa forma, não somariam nem 10% da demanda total de um dia dos hospitais do Estado.

Se for levado em conta os duzentos cilindros de oxigênio que o presidente da República, Jair Bolsonaro, disse no Twitter que enviou no mês de maio para o Amazonas, o volume não daria para abastecer os hospitais do Estado nem por duas horas, mesmo se fosse considerada a demanda de períodos anteriores à pandemia. Desde a última quarta-feira, 13, quando o sistema de saúde do Amazonas entrou definitivamente em colapso, o presidente passou a ser cobrado a dar uma resposta imediata ao problema. As mortes de pessoas por asfixia, devido à falta de oxigênio, ganharam o mundo.

O governo brasileiro também foi duramente criticado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Nas redes sociais e no meio político o presidente também passou a ser cobrado com maior intensidade, até que Bolsonaro resolveu, nesta sexta, 15, se defender. “Fiz tudo o que estava ao meu alcance, o problema agora é do Estado do Amazonas e da Prefeitura de Manaus“, disse.  No dia seguinte aos partidos de oposição anunciarem que vão ingressar com um novo pedido de impeachment, o presidente foi às redes sociais, neste sábado, para reafirmar que o governo estaria agindo. “Desde o início da pandemia o @govbr, além de recursos, enviou material humano e oxigênio para o Amazonas”, destacou, no Twitter.

 

Caculé: Presidente da Câmara é transferido para UTI por causa da Covid-19

Blog Panorama Geral / Fonte: Achei Notícias

O presidente da Câmara Municipal de Caculé, Jeovane Costa (PSB), que testou positivo para a Covid-19, com pequena dificuldade respiratória e com saturação baixa, foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Clínicas de Conquista (HCC), na noite da última quinta-feira (14). A saúde do vereador é estável.

Atualmente, Caculé tem 86 casos ativos e 29 pessoas estão aguardando resultados da coleta.

Bahia: Governador Rui Costa ingressa no STF para compra de vacina com certificação internacional

Blog Panorama Geral / Fonte: A tarde

O governo da Bahia requereu ao Supremo Tribunal Federal (STF), na noite de sábado, 16, uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) para que seja permitido à Bahia e aos demais Estados a possibilidade de importar e distribuir vacinas contra Covid sem registro na Anvisa, desde que registradas perante uma Agência Reguladora Regional de Referência, bem como de iniciar a vacinação em seu território, independentemente do início da vacinação nacional.

A Procuradoria Geral do Estado da Bahia (PGE) alegou haver inconstitucionalidade parcial do art. 16 da Medida Provisória nº 1.026/2021, postulando que seja atribuído, de acordo com a Constituição, um caráter puramente exemplificativo ao rol das agências sanitárias ali citadas para admitir a importação e distribuição de vacina que ainda não tenha sido registrada na Anvisa e se houver registro por agência regional de referência certificada pela Organização Panamericana de Saúde (OPAS). Solicitou, ainda, medida cautelar até a decisão final da ADIN.

Com isso, caso alguma vacina contra Covid-19 tenha sido registrada por agência sanitária certificada pela OPAS, como a vacina Sputnik V, utilizada na Rússia e Argentina, torna-se dispensável o registro da Anvisa, que deverá autorizar a importação e distribuição. Assim, a desarticulação das ações no âmbito federal não pode impedir que os Estados adotem os meios possíveis para proteger a saúde dos seus cidadãos mediante o fornecimento de vacinas cuja eficácia e segurança estejam adequadamente caracterizadas, conforme critérios científicos e técnicos.

A Bahia já tem um contrato de prioridade para recebimento de até 50 milhões de doses da vacina Sputnik V, que recentemente apresentou  índice de eficácia superior a 90% segundo os testes realizados.







WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia