WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
farmacia perfumaria abaete I












fevereiro 2021
D S T Q Q S S
« jan    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  

:: ‘Tecnologia’

Tecnologia: Salvador é primeira entre capitais do Grupo C40 a ter plano de ação climática

Jornal Metropolitano

Salvador passará a ter o próprio Plano de Ação Climática de Salvador. A capital é a primeira entre as nove cidades da América Latina que são apoiadas pelo Grupo C40 de Grandes Cidades para a Liderança do Clima a obter esse reconhecimento. A apresentação do documento foi realizada nesta terça-feira (29) pelo prefeito ACM Neto e pelo vice, Bruno Reis, acompanhados do secretário de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), João Resch, durante entrega do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Clarice de Almeida Ferreira, no Calabar.

“Salvador construiu uma agenda ambiental muito forte nos últimos oito anos, algo que, no início de 2013, nem era discutido na cidade. Dentre outros objetivos, temos uma meta ambiciosa de neutralizar as emissões de carbono na cidade até 2049, quando a capital baiana completará 500 anos”, declarou ACM Neto.

O Plano de Mitigação e Adaptação às Mudanças do Clima em Salvador (PMAMC) foi aprovado no último dia 3 pelo C40 e é uma iniciativa da Secis financiada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por meio do Programa de Desenvolvimento do Turismo em Salvador (Prodetur), em parceria com a Secretaria de Cultura e Turismo (Secult). Dividido em quatro eixos estratégicos, o PMAMC propõe 57 ações de curto, médio e longo prazos relacionadas à mitigação e à adaptação climática, tendo como horizontes os anos de 2024, 2032 e 2049: Salvador Inclusiva; Verde-azul; Resiliente; e Baixo Carbono.

Ao todo, são 14 metas de mitigação e 11 de adaptação. Para 2024, por exemplo, a meta geral de mitigação é reduzir em 15% as emissões de GEE em relação a 2018, enquanto a outra se resume a promover a capacitação da comunidade em adaptação às mudanças do clima em 50% das áreas de risco trabalhadas pelos Núcleos Comunitários de Proteção e Defesa Civil (Nupdecs) em 2018.

“Esse plano é um marco para a cidade, que coloca Salvador em vanguarda na agenda de mudanças climáticas. Um compromisso assumido pela Prefeitura em 2016 de seguir o Acordo de Paris e projetar a cidade a curto, médio e longo prazo, atendendo a estas certificações do acordo. Tem muita coisa a ser feita para avançar nesta pauta, mas, se não tivermos um horizonte agora, será muito difícil conseguir lá na frente, pois a mudança climática já é real”, disse João Resch. O documento foi executado por um consórcio composto por WayCarbon, Governos Locais pela Sustentabilidade (Iclei) e WWF, além de ter contado com o apoio do C40 e da Agência GIZ de Cooperação Alemã. Ele pode ser baixado pelo site www.sustentabilidade.salvador.ba.gov.br.

Boa Nova: Prefeito Adonias Rocha visita obra no Distrito do Valetim

Foto / ASCOM – PMBN

Prefeito do município de Boa Nova, Adonias Rocha, esteve visitando a obra de construção da torre de celular no Distrito do Valentim, cerca de 12 km da sede. A instalação da torre permitirá acesso a rede mundial de comunicação via celular e acesso a internet através da operadora TIM.

A comunidade local está otimista com a chega do sinal no Distrito, que facilitará a comunicação entre amigos e familiares, como também será uma das maneiras de trazer inovação e tecnologia para Valentim.

Na oportunidade, o prefeito Adonias esteve ouvindo as demandas da comunidade, que receberá novos investimentos a partir de 2021.

“Eu quero que no nosso município todos tenham acesso à saúde, à educação. Eu quero mais qualidade de vida, e a comunicação é um item muito importante neste processo. Quem mora em áreas sem cobertura de celular sabe o quanto é difícil. A implantação desta torre é de grande relevância para a população do Valetim”, concluiu o prefeito.

Após a conclusão da obra no Distrito do Valentim, será construída uma torre da TIM na sede do município.

*Reportagem / Blog Panorama Geral

Tecnologia: Anatel e Abdi fecham acordo para testes de redes privadas de 5G

Correio

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (Abdi) assinaram um acordo para realizar os primeiros testes no Brasil relacionados ao uso de redes privadas da tecnologia 5G. O 5G é o nome dado à nova geração de conectividade móvel. Especialistas apontam um grande potencial pelo aumento da velocidade, da capacidade de banda e da redução das perdas de conexão em relação ao 4G.

O governo federal prepara um leilão para a exploração comercial da tecnologia. Mas, para além desta modalidade, em que operadoras oferecerão pacotes a usuários, a Anatel também prepara a possibilidade de empresas poderem utilizar redes privadas para diversas finalidades. O gerente de Espectro, Órbitas e Radiodifusão da Anatel, Agostinho Linhares, explicou que essas redes privadas poderão ser utilizadas para novos arranjos produtivos digitalizados que vêm sendo chamados de “indústria 4.0”.

Indústrias poderão integrar suas redes de telecomunicações, permitindo a coordenação de robôs, sensores e outros equipamentos ativados por meio de uma conexão móvel e que conversam entre si, na chamada “Internet das Coisas”. De acordo com o gerente da Anatel, o propósito dos testes em parceria com a Abdi é avaliar como o 5G funciona neste tipo de rede, em diferentes situações, para distintas aplicações e em locais e instalações variadas. “Este acordo é um instrumento para incentivar o desenvolvimento produtivo e tecnológico. O objetivo é ter projeto piloto para experimentar e validar diferentes faixas de frequência, avaliando indicadores de desempenho”, disse Linhares à Agência Brasil.

A expectativa é que os primeiros resultados sejam divulgados no primeiro semestre do ano que vem. Acrescentou que a Anatel já desenvolve testes para identificar como as redes privadas poderão ser disponibilizadas. Já há faixas de frequências alocadas, mas a agência estuda uma ampliação disso. Os técnicos do órgão querem com o estudo identificar a demanda concreta de espectro para diferentes aplicações. Assim, quando uma empresa solicitar o direito de explorar determinada quantidade do espectro de radiofrequências a agência poderá ter melhores parâmetros.

Centro sul Baiano: Vinho baiano produzido na Chapada Diamantina ganha prêmio nacional

A tarde

A vinícola baiana Vaz, localizada em Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina, ganhou a 9ª edição da Grande Prova Vinhos do Brasil (GPVB) e a 4ª edição da Grande Prova Sucos de Uva do Brasil. Na categoria de vinhos, o premiado foi o Tinto Malbec, nos rótulos de espumantes os premiados foram o Brut Branco Charmat e o Brut Rosé Charmat, ambos de 2019. A localização estratégica da região, que facilita a distribuição dos produtos; o clima; a qualidade da água; e o potencial frutífero são fatores responsáveis pela qualidade dos produtos do segmento de bebidas na Bahia, de acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE).

O proprietário da vinícola, Jairo Pinto Vaz, explicou que os primeiros vinhos foram elaborados em 2018, em uma produção de, aproximadamente, 1,2 mil garrafas de Malbec, Syrah, Sauvignon Blanc e Viognier. Na safra 2019, foram produzidos os espumantes Brut, elaborados pelo método Charmat (Pinot Noir e Chardonnay), Brut Rosé (Malbec, Sauvignon Blanc e Viognier), Moscatel (Muscat Petit Grain) e também os vinhos tintos Malbec e Syrah, em um total de cerca de 10 mil garrafas. “A nossa pequena vinícola é muita nova, os vinhedos têm apenas 4quatro anos e estamos ainda engatinhando no complexo mundo dos vinhos. A premiação do Vinho Tinto Malbec e do Espumante Brut Branco na Grande Prova de Vinhos Brasileiros 2020, classificados com 88 pontos com a medalha Good Wine, traz o incentivo e o reconhecimento de um persistente trabalho, feito com muito carinho, realizando o sonho de se produzir vinhos e espumantes de qualidade na Chapada Diamantina e colocando, definitivamente, esta região como um novo polo vitivinícola brasileiro”, comemorou Vaz.

O setor baiano de Bebidas possui 23 empresas implantadas incentivadas pelo Governo do Estado, que geram 8,8 mil empregos e já investiram mais de R$ 4 bilhões no Estado, segundo a SDE. Além de abrigar grandes cervejarias e fábricas de bebidas não alcoólicas, a Bahia produz uvas viníferas de alta qualidade no meio do semiárido. Devido a pandemia do Coronavírus, o evento de celebração da conquista só será frealizado em abril de 2021, no Rio de Janeiro e em São Paulo, onde a GPVB levará os vinhos premiados e a vinícola ao encontro do trade e público consumidor, em um evento, com feira de vinhos, chamado “Vinhos do Brasil 2021”.

Economia: BC atualiza regulamento do PIX e inclui QR Code para pagamentos imediatos e futuros

Banco Central do Brasil

O Banco Central aprovou nesta quinta-feira (29) novas funcionalidades para o PIX, novo sistema de pagamentos instantâneos, que entra em operação no próximo dia 3 (em horário reduzido) para uma base restrita de clientes e no próximo 16 (a partir das 9h) para todos os usuários. Perguntas e respostas sobre o PIX

Uma das novas funcionalidades aprovadas é o PIX Cobrança, que, segundo o Banco Central, permitirá a lojistas, prestadores de serviços e outros empreendedores emitir um QR Code — o consumidor escolherá o produto, apontará o celular para o QR Code e a compra estará concluída. Outra funcionalidade é o QR Code com vencimento futuro. Nesse caso, o código funcionará como um boleto. Nessa emissão, o comerciante poderá incluir — além do valor — juros, multas e descontos. A atualização do regulamento do PIX também estabeleceu os critérios pelos quais instituições poderão cobrar de pessoas físicas pelo serviço. Segundo o BC, o envio de pagamentos é gratuito e ilimitado para as todas as pessoas físicas, empresários individuais e MEIs. Mas quem usar o PIX para fins comerciais poderá ser tarifado no recebimento da transação.

O novo regulamento estabelece dois critérios para a classificação como “uso comercial”: recebimento de transferências por QR Code Dinâmico – QR Code criado para uso exclusivo em uma determinada operação; Recebimento de mais de 30 transações com PIX no mês, por conta. Nesse caso, a tarifa pode ser aplicada a partir da 31ª transação. No caso do recebimento de mais de 30 transações por mês, o Banco Central informou que a instituição terá que checar se a conta é usada para fins comerciais ou apenas pessoal. Ainda segundo o Banco Central, caso a conta da pessoa, do empresário individual ou microempreendedor individuaI seja usada apenas para fins comerciais, a instituição poderá definir um critério para configurar a situação de recebimento com finalidade de compra.

A nova versão do regulamento também prevê multa de R$ 50 mil a R$ 1 milhão para as instituições participantes do PIX em caso de infrações.

‘E-Título’: Em caso de ausência, eleitor poderá justificar voto por aplicativo; veja passo a passo

Agência Brasil

Os cidadãos que não puderem votar durante as eleições municipais de 2020 devem contar com o auxílio da tecnologia para justificar a ausência. O aplicativo e-Título, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), permitirá aos usuários que estiverem fora de seus domicílios eleitorais ou impedidos de votar no primeiro e segundo turno, respectivamente nos dias 15 e 29 de novembro, ‘justifiquem o voto’ de maneira online através dos tablets e smartphones. Atualmente, o aplicativo aceita apenas as justificativas realizadas após o período da votação. No entanto, segundo a Justiça Eleitoral, uma versão 2.2 do e-Título, que deve ser lançada antes mesmo do primeiro turno das votações, possibilitará aos cidadãos que justifiquem a ausência nos próprios dias de eleição. Uma vez alegada a impossibilidade de acessar o local de votação, o app acionará a função do sistema de georreferenciamento que avalia a distância entre o eleitor e sua praça eleitoral, barrando ou permitindo o processo de acordo com a resposta obtida.

Política: Léo de Tonhe Gordo sai na frente e será o primeiro candidato a realizar live eleitoral ou “livemício”

Eleições 2020

O candidato a prefeito  de Poções pelo PTB (Partido Trabalhista Brasileiro) Leandro Araújo Mascarenhas (Léo de Tonhe Gordo), juntamente com o candidato a vice, Genesis Leite (Geninho do PSD), anunciaram em redes sócias que realizará comício via Live nesta terça-feira, dia 06 de Outubro.

O evento virtual é o primeiro a ser realizado no estado da Bahia “estamos saindo na frente quanto a tecnologia. Somos os primeiros a usar esse recurso por questão da pandemia da COVID19” disse um dos coordenadores da campanha.

A coligação “PARA POÇÕES CONTINUAR AVANÇANDO” formado pelos partidos PROS / DEM / SOLIDARIEDADE / PTB / PSB / PSD / PDT / AVANTE realizará o evento nesta terça-feira 06 de Outubro, nos links a seguir.

Confira o convite do candidato Léo, atual prefeito de Poções buscando a reeleição “Mesmo com a pandemia, não vamos deixar de fazer o nosso comício, porém de uma forma diferente! Na próxima terça-feira (06) se ligue na nossa Live e acompanhe o nosso comício! Vamos juntos, rumo à vitória, para ver Poções ainda melhor!”, finalizou ele em sua rede social.

Ressaltamos que o evento, que será virtual, segue todas as normas da OMS.

Link 01

https://www.facebook.com/leomascarenhas14

Link 02

http://https://www.facebook.com/Leo14Pocoes

Tecnologia: Bahia é mercado-alvo para marcas de motos elétricas

Uol

Em todo o mundo, as pessoas estão mais propensas a utilizar meios alternativos de mobilidade. A pandemia aumentou o interesse por veículos sustentáveis e com apelo para a qualidade de vida, como bicicletas e motocicletas elétricas. O avanço tecnológico faz surgir novas soluções, algumas com DNA brasileiro, e nordestino.  Esse é o caso da scooter totalmente elétrica Voltz EV-1, lançada em novembro do ano passado, no Recife, pela autotech pernambucana Voltz Motors. Resultado de um investimento de R$ 8 milhões e três anos de pesquisa. Em cenário propício ao crescimento, a empresa executa seus planos de expansão. Hoje a Voltz chega oficialmente em São Paulo, com a abertura da primeira loja-conceito na Avenida 9 de Julho (nº 3.952). A inauguração será marcada pelo lançamento e pré-venda de um novo produto, a EVS, moto elétrica da categoria Street. O produto foi desenvolvido para consumidores que buscam maior autonomia e velocidade.

“O foco é entrar em uma categoria que corresponde a 50,7% do mercado de motocicletas no Brasil”, explica o CEO da empresa, Renato Villar. “Será a primeira moto inteligente fabricada no país”, afirma. O preço e as configurações do produto serão revelados hoje à noite, em evento online na rede social da marca. A Voltz tem uma loja-conceito no Recife (PE) e mais oito showrooms em cidades do Nordeste. “Atualmente, temos outros 10 showrooms em negociação para o estado da Bahia, com inauguração prevista até o final do primeiro semestre de 2021”, adianta Villar. “Alguns planos de expansão foram postergados, por conta da pandemia, tiveram datas alteradas, mas não foram cancelados”, garante o CEO.

A Bahia tem importância estratégica para a empresa. A segunda loja-conceito da Voltz na região Nordeste será inaugurada em Salvador. “A marca planeja abrir 10 lojas-conceito nas capitais brasileiras até o fim de 2021”, explica Villar. “A abertura da loja em São Paulo marca uma nova etapa do nosso plano de expansão pelo Brasil. Estamos negociando a abertura de mais 40 showrooms que devem começar a funcionar até o final deste ano”, diz Renato Villar.  Os showrooms da Voltz são montados em contêineres.  O formato inclui dois modelos, de 18 e 36 metros quadrados, com aportes iniciais que vão de R$ 120 mil a R$ 170 mil. Nesses espaços, os clientes podem conhecer e testar os produtos da marca. No entanto, a compra é finalizada exclusivamente pela internet, no e-commerce da empresa. A Voltz fica responsável pelo envio e entrega da encomenda na casa do cliente, em qualquer lugar do país.

A tecnologia da bateria de lítio dos modelos CUx é a mesma usada no Tesla Model S. Além de removível, pode ser carregada fora da scooter. O sistema elétrico da Super Soco previne superaquecimento da bateria. O sistema permite estabilização dos níveis de energia em caso de sobre carregamento da bateria, evitando danos futuros à bateria. O modelo tem uma entrada para carregamento de celular, que permite ao condutor carregar seu aparelho enquanto guia a moto. Milene Kalid reconhece que há muito trabalho de prospecção a fazer e que ainda é muito tímida a demanda pelo produto no mercado local. “As motos elétricas, assim como os veículos elétricos, são urbanas, têm características distintas, mas a autonomia ainda é um desafio para os fornecedores de baterias, embora o custo-benefício seja extraordinário”, pontua.

Mundo: TikTok recorre à justiça contra seu bloqueio nos EUA

Jovem Pam

A TikTok, subsidiária da empresa chinesa ByteDance, pediu à justiça americana que revogue a decisão de proibir o download de seu aplicativo nos Estados Unidos a partir deste domingo, 20. O governo do presidente Donald Trump atribuiu sua decisão a razões de segurança nacional, mas o TikTok alega que “as razões são políticas”, de acordo com a ação apresentada na sexta-feira à noite a um tribunal de Washington. O TikTok também alega que a proibição viola os direitos constitucionais à liberdade de expressão e a um julgamento justo. Se mantida, a proibição vai encerrar “irreversivelmente” a atividade do aplicativo no país com 100 milhões de usuários, de acordo com o processo.

Os Estados Unidos decidiram na sexta-feira proibir o download do TikTok e também do WeChat, plataforma que permite transmitir mensagens, fazer compras e pagamentos, entre outros serviços. O WeChat é usado por 19 milhões de pessoas no país. A medida foi tomada enquanto a ByteDance negocia a transferência de parte de suas atividades para uma empresa americana. A China denunciou a “intimidação” dos Estados Unidos e em retaliação adotou neste sábado um mecanismo que restringe as atividades de empresas estrangeiras. O bloqueio americano aos aplicativos chineses desafia a liberdade de expressão digital e reflete no ecossistema global da Internet, dizem analistas e especialistas.

Para o governo Trump, esses aplicativos estão sujeitos à “cooperação obrigatória com os serviços de inteligência” em Pequim. Mas, para alguns críticos, esses riscos não são claros, alegando que a proibição generalizada de plataformas levanta preocupações sobre a capacidade do governo de regulamentar a liberdade de expressão garantida na Primeira Emenda da constituição dos Estados Unidos. “É um erro pensar que esta é (apenas) uma sanção ao TikTok e ao WeChat. É uma restrição séria aos direitos da Primeira Emenda consagrados para os cidadãos e residentes americanos”, disse Jameel Jaffer, diretor do instituto Knight First Amendment no Universidade Columbia. Hina Shamsi, da American Civil Liberties Union, admite que a decisão levanta questões constitucionais e a chamou de “abuso de poderes de emergência” por Trump, que cria mais problemas de segurança do que realmente resolve.

A ordem de proibição de download dos aplicativos foi determinada para entrar em vigor a partir de domingo. As funções do WeChat devem ser afetadas imediatamente assim que forem bloqueadas, embora alguns dos serviços possam continuar a funcionar, disseram autoridades americanas. O TikTok deixará de funcionar em 12 de novembro, mas até lá os usuários dos Estados Unidos não poderão baixar suas atualizações. A medida aumenta a pressão sobre a ByteDance, empresa controladora da TikTok, para chegar a um acordo com um parceiro dos EUA para aliviar as preocupações de Washington sobre a segurança dos dados. A Oracle, uma gigante do Vale do Silício, está em negociações para operar o TikTok nos Estados Unidos.

As proibições dos EUA criariam mais fragmentações no sistema global de internet ao permitir que os governos bloqueiem serviços à vontade, de acordo com especialistas. “A decisão de Trump provavelmente fragmentará ainda mais a Internet”, disse Darrell West, diretor do centro de inovação tecnológica da Brookings Institution. “Isso vai encorajar outros países a retaliar as empresas americanas e levantar suas próprias preocupações de segurança contra as empresas estrangeiras. O resultado pode ser muitas ‘internets’ diferentes com base no país de origem”, acrescentou. Adam Mosseri, um executivo do Instagram, de propriedade do Facebook, expressou as mesmas preocupações. “A proibição do TikTok nos Estados Unidos seria muito ruim para o Instagram, Facebook e, de forma mais ampla, para toda a Internet”, disse ele no Twitter.

Mosseri acrescentou que “a maioria das pessoas que usam o Instagram está fora dos Estados Unidos, assim como a maior parte do nosso potencial de crescimento. Os riscos a longo prazo, se países com alta demanda nos banirem na próxima década, serão maiores dos que os que motivam a frear um concorrente atualmente”. Em relação, às ações judiciais apresentadas pelo Tik Tok e Wechat, o professor de direito constitucional da Universidade do Texas Robert Chesney prevê uma batalha difícil, já que os tribunais normalmente permitem que os presidentes exerçam poderes de emergência para impor garantias. Chesney disse que há elementos da Primeira Emenda nas ações judiciais, mas proibições de transações comerciais por empresas de tecnologia ainda estão sujeitas a análises de segurança nacional. “Eles têm direito à liberdade de expressão, mas isso não lhes dá o direito de começar um negócio usando a infraestrutura dos Estados Unidos”, disse ele à AFP.

Comunicação: Na era do podcast, as rádios ganham força e o futuro está garantido

Brumado Urgente

No próximo dia 25 de setembro será celebrado o Dia Nacional do Rádio. A data lembra o nascimento de Roquete Pinto, considerado o “Pai do Rádio Brasileiro”. Passados 98 anos da primeira transmissão radiofônica no Brasil, e diante do avanço tecnológico expressivo no século XXI, uma certeza: O rádio está mais vivo do que nunca. A primeira transmissão radiofônica no Brasil aconteceu no dia 7 de setembro de 1922, em comemoração ao centenário da independência. De lá para cá, muitas formas de mídia surgiram, como a televisão e a internet. No entanto, mesmo com o avanço da tecnologia que trouxeram profundas mudanças na forma de se comunicar no século XXI, o rádio está se reinventando e está em plena forma.

Até poucos anos atrás, as mudanças no entretenimento devido ao crescimento de novas formas de se comunicar, muitos pensaram que os rádios estavam com seus dias contados. Aquele hábito de pegar um aparelho e sintonizar uma estação certamente pode acabar, mas isso não quer dizer o fim do rádio. Segundo o CEO da Tubelab, Fred Furtado, isso mostra o novo caminho do rádio: “As emissoras estão se reinventando como grandes centralizadoras de entretenimento, com música, diversão, notícia e outros conteúdos. Elas estão encontrando agora os caminhos digitais, por isso com a Internet os donos das rádios estão partindo cada vez nesta rota de difundirem seus conteúdos nos meios digitais”, ele conta.

:: LEIA MAIS »







WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia