WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
farmacia perfumaria abaete I










julho 2020
D S T Q Q S S
« jun    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: ‘Saúde’

Boa Nova: Prefeitura realiza distribuição de máscaras no povoado do Penachinho

Fotos: ASCOM/PMBN

A Prefeitura Municipal do município de Boa Nova, através da Secretaria Municipal de Saúde, realizou distribuição de máscaras de proteção contra o COVID19, no povoado do Penachinho. A entrega foi feita pelo enfermeiro da Unidade de Saúde do Povoado, Rogério Oliveira, e o Agente de Saúde, Gilvan, onde distribuiu as mascaras em vários estabelecimentos comerciais do povoado. O município, até o momento, não possui caso confirmado.

O objetivo é auxiliar a população a cumprir as exigências dos decretos (de âmbito estadual e municipal) que obrigam o uso de máscaras como uma das medidas de prevenção à propagação da Covid-19.

As máscaras, que atendem às recomendações do Ministério da Saúde, são laváveis, mais para que a sua eficácia seja garantida, no entanto, é necessária uma série de cuidados em sua utilização e higienização. Entre eles, estão:

Modo de usar

– A máscara é de uso individual, não devendo ser compartilhada entre familiares, amigos e outros.
– Coloque a máscara antes de sair de casa, com a mão previamente higienizada, de modo a cobrir a boca e o nariz.
– Após a colocação da máscara, evitar o contato com a face como um todo.
– Enquanto estiver utilizando a máscara, evite tocar o rosto, não fique ajustando a máscara na rua.
– Caso precise ajustá-la durante o uso, faça-o pelas laterais e tiras, com a mão higienizada.
– Ao chegar em casa, higienize as mãos antes de retirar a máscara.
– Retire-a pelas tiras de forma a evitar qualquer contato das mãos com a face a da parte externa da máscara com o rosto.
– Caso não seja possível proceder com a desinfecção imediata da máscara, colocá-la em um saco plástico ou de papel, bem fechado, e só abrir quando puder proceder com a desinfecção.
– Não deixar a máscara sobre mesas ou balcões, pois isso facilita a contaminação do ambiente.
– A máscara de tecido deve ser utilizada por um período curto (inferior a 2 horas).
– Trocar a máscara sempre que apresentar sujidades ou umidade.

Limpeza

  • A máscara deverá ser imersa em solução de hipoclorito de sódio 0,1% (50 ml de água sanitária a 2 a 2,5% para cada litro de água) por 15 minutos.
    – Após o tempo de imersão, realizar o enxágue em água corrente, lavar com água e sabão; em seguida, coloque a máscara para secar.
    – Após lavar a máscara, higienize as mãos com água e sabão.
    – Após secagem da máscara, utilize o com ferro quente e acondicionar em saco plástico.
    – A máscara deve estar totalmente seca para sua reutilização.
    – Descartar a máscara sempre que apresentar sinais de deterioração ou funcionalidade comprometida.

*Panorama Geral

Covid19: Os municípios de Manoel Vitorino e Caetanos apresentam novos casos positivo de corona virus

* Ilustração

A Prefeitura de Manoel Vitorino, na manhã deste sábado (23), informou mais 04 casos confirmados de coronavírus no município. Tratam-se de duas pessoas do sexo masculino (26 e 80 anos) e outras duas do sexo feminino (2 e 45 anos). Segundo a Secretaria de Saúde, a confirmação dos novos casos se deu através de testes rápidos. Agora, Manoel Vitorino passa a contar, no total, com 09 casos.

A Prefeitura de Caetanos, na noite deste sábado (23), informou o 3° caso positivo de Covid-19 no município. Trata-se de uma paciente do sexo feminino, de 73 anos, que se deslocou para cirurgia em Vitória da Conquista, há cerca de 26 dias. De acordo com a Secretaria de Saúde local, após 06 dias de alta hospitalar, ainda em Vitória da Conquista, a paciente apresentou os sintomas e foi internada na UTI do HSVP, e apesar do caso não ter ocorrido em Caetanos, é notificado como positivo para o município, pois ela é domiciliada no mesmo, sendo esta a regra técnica de notificações.

Fonte / https://www.blogdojefersonalmeida.com.br/

Poções: Secretaria de Saúde realiza higienização de veículos nas principais entradas da cidade

Foto: Luciano Maximo

As ações de combate ao novo coronavírus (Covid-19) seguem sendo intensificadas no município. Neste último sábado (23), profissionais da saúde e da secretaria de infra-estrutura realizaram trabalho de desinfecção e higienização dos veículos que chegavam à cidade. O trabalho aconteceu nas barreiras sanitárias localizadas na Avenida Cônego Píton (próximo ao terminal rodoviário), na BA-262 próximo ao povoado de Morrinhos e na Avenida João Gonçalves da Costa (bairro Bela Vista). Os carros que passavam pelos pontos foram desinfetados.

O trabalho foi realizado pela Prefeitura Municipal de Poções, através da Secretaria de Saúde. Segundo o secretário de saúde, Jorge Luís, as equipes foram capacitadas para desempenhar essa função.

“Vamos realizar as tarefas por áreas, está programada a desinfecção de todos os bloqueios sanitários. Estamos tomando todas as medidas necessárias para combater a entrada da doença no município. Estamos realizando outros treinamentos para que mais pessoas façam parte desta iniciativa e possamos desinfetar o máximo de lugares”, ressaltou ele.

Bahia: Funcionário da Assembleia Legislativa morre de Covid-19; ALBA diz que adotará medidas severas de combate ao coronavírus

*TV Bahia

Morreu por coronavírus, na noite do último sávado (23), Cícero Clemente de Souza, funcionário da Assemble Legislativa do Estado da Bahia (ALBA).

Cícero estava no quadro de funcionários da ALBA desde 1986, no departamento de Tecnologia da Informação.

Em nota, a ALBA lamentou a morte do funcionário e prestou condolências à família.

A ALBA afirmou, também, que adotará medidas mais severas para combater a disseminação do coronavírus.

Sul da Bahia: Contraprova aponta que detento do Conjunto Penal de Itabuna não está com coronavírus

G1 / Bahia

A contraprova do detento de Itabuna, realizada através do teste swab nasal, apontou negativo para coronavírus. Ele havia testado positivo na última quinta-feira (21), após realizar o teste rápido. O resultado da contraprova foi divulgado pela Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização da Bahia (Seap) na manhã deste domingo. Com isso, de acordo com a secretaria, não há caso de internos diagnosticados com a Covid-19 nas unidades prisionais. A Seap havia informado, na última quinta, que um detento testou positivo após ser levado para uma unidade de saúde com febre e sintomas respiratórios. No último dia 15, o Conjunto Penal de Itabuna informou que 20 dos seus funcionários haviam contraído o coronavírus.

Mundo: “A China será primeira a ter a vacina” diz pesquisadores

* Agência de pesquisa

Florian Krammer recorda que antes da pandemia do coronavírus chegar, ele enfrentava um inimigo muito mais perigoso e complicado. Trata-se de um vírus capaz de infectar um terço da população mundial e que a cada ano muda tanto a sua composição que é preciso fazer uma vacina nova. Mesmo com essa imunização, o agente patogênico mata 650.000 pessoas por ano. É a gripe em suas duas variantes: a sazonal e a pandêmica.

Mesmo com um vírus como este, o financiamento é limitado, em parte porque os humanos têm a memória fraca e reagimos apenas a estímulos urgentes, opina Krammer, virologista da Escola de Medicina do Hospital Monte Sinai, em Nova York. A última pandemia de gripe H1N1 surgiu em 2009 e acabou sendo muito menos patogênica do que se esperava. Assim como Krammer (Áustria, 1982), boa parte dos jovens cientistas que investigaram aquele vírus não tinha nem nascido quando aconteceu a pandemia anterior, em 1968. E só houve duas outras grandes pandemias de gripe no século XX: a de 1957, que matou um milhão de pessoas, e a de 1918, que aniquilou 50 milhões.

Há meses o laboratório de Krammer se centra em estudar o novo coronavírus SARS-CoV-2. Sua equipe fez vários estudos que esclareceram as dúvidas sobre a existência da imunidade em indivíduos que se curam da doença. Uma de suas contribuições mais recentes e importantes, publicada na Cell com a equipe do Shane Crotty, especialista em vacinas do Instituto de Imunologia, da Califórnia, analisa detalhadamente a resposta imunológica de 20 pessoas que superaram a infecção. O resumo de Krammer é claro: “Não parece que haja nada de defeituoso em nossa resposta imunológica ao vírus; há muitas razões para ser otimista”.

Na sexta-feira, a equipe do Instituto de Biotecnologia de Pequim e a empresa Cansino Biologics, na China, anunciaram também os resultados da fase 1 da primeira vacina desenvolvida nesse país. Neste caso, divulgados em um artigo publicado na revista The Lancet, com todos os dados disponíveis para análise pela comunidade científica. Depois de 28 dias de testes com 108 voluntários saudáveis, os resultados parecem promissores. Além de ficar demonstrada sua segurança, os cientistas observaram que a vacina gerou anticorpos e linfócitos T nos voluntários.

Bahia: O drama de Uruçuca, cidade onde mais se morre de covid-19

* O Correio

Uruçuca é um município de apenas 20,5 mil habitantes, no Sul do estado, no coração da região cacaueira, entre Ilhéus e Itacaré. Nesta pequena cidade vem sendo escrita a história mais triste da covid-19 na Bahia. São 83 casos confirmados e 9 mortes, o que leva a uma assustadora taxa de letalidade de 10,8%, ou mortalidade de 43,9 a cada 100 mil habitantes. Para se ter ideia, a média do país é de 6,6% de letalidade e mortalidade de 9,5 por 100 mil habitantes. Na Bahia, os mesmos índices são de 3,5% e 2,5, respectivamente. Uruçuca é uma união de tudo o que pode prejudicar o combate à doença. Pessoas que escondem sintomas, desrespeito ao distanciamento social, ausência de uma estrutura básica de atendimento e dificuldades na transferência de pacientes para hospitais.

A cidade dispõe apenas de um pronto-socorro municipal, o Promater, para atender a população. Não há leitos hospitalares, muito menos de UTI. Qualquer caso de média complexidade precisa ser encaminhado para Ilhéus, a 36 km. Os problemas na transferência de pacientes, a chamada regulação no jargão da saúde, estão diretamente ligados a três das nove mortes. São pessoas que morreram no pronto-socorro de Uruçuca, aguardando por um leito. O Ministério Público está acompanhando os casos.

Essa dependência não só de Ilhéus, mas também de Itabuna, que fica a 40 km, não ajuda. As metrópoles regionais são dois dos maiores focos da covid-19, segunda e terceira cidades com mais casos na Bahia. Foi assim que surgiram os primeiros casos em Uruçuca. O mesmo pronto-socorro é a maternidade da cidade e tornou-se um foco de contaminação do coronavírus em Uruçuca. Por ser o único no município, as pessoas com sintomas de covid-19 eram atendidas lado a lado de pessoas que apresentavam qualquer outro problema de saúde, o que levou a contaminação em massa.

Brasil: Uso de máscaras torna obrigatório em todo território nacional; Quem não usar paga multa

Fonte / Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira um projeto que obriga o uso de máscaras de proteção individual em todo o país durante a pandemia. A regra deverá ser observada em espaços públicos, transporte coletivo e locais privados acessíveis ao público. Para virar lei, o projeto ainda precisa ser aprovado pelo Senado e sancionado pelo presidente da República. Desde que o surto do coronavírus chegou ao país, alguns municípios e estados já legislaram sobre o assunto.

De acordo com a redação inicial aprovada pela Câmara, quem fosse flagrado descumprindo a regra poderia ser multado em até R$ 300, “sendo aplicada o dobro em caso de reincidência”, ou seja, R$ 600. Na votação de destaques ao texto, no entanto, foi incorporado trecho que obriga estados e municípios a editarem normas para as multas. Assim, cada local vai estipular a punição.  Votamos a Norma geral e o valor vai respeitar a realidade local. Num país com a dimensão do Brasil, não podemos estabelecer o mesmo valor de uma multa de São Paulo ao Acre. Ficaria desproporcional e prejudicaria os cidadãos. Caberá a Câmara de vereadores e Assembleias definir quais parâmetros se aplicam a sua realidade – diz o autor da emenda Efraim Filho (DEM-PB).

A proposta registra ainda que estados e municípios podem fornecer o equipamento de proteção à população vulnerável. Nos locais em que não haja a distribuição, a multa não será cobrada. A proposta determina ainda que o montante arrecadado com as multas deve ser usado no combate à pandemia. O texto obriga as empresas a distribuírem máscaras a seus funcionários em caso de trabalho com atendimento ao público.  Na compra das máscaras para a população, o poder público dará prioridade às produzidas artesanalmente, por costureiras ou outros produtores locais, de acordo com o projeto.

Na votação de destaques, também foi incorporado ao texto o uso obrigatório de máscaras para os trabalhadores dos estabelecimentos prisionais e de cumprimento de medidas socioeducativas. Além disso, foi ressaltado na redação do projeto que as máscaras poderão ser “artesanais ou industriais”.

Brasil: Ministério divulga protocolo que libera no SUS uso de cloroquina até em casos leves de Covid-19

Ilustração / G1

O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (20) o protocolo que libera no SUS o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina até para casos leves de Covid-19. Até então, o protocolo previa os remédios para casos graves. A mudança no protocolo era um desejo do presidente Jair Bolsonaro, defensor da cloroquina no tratamento da doença causada pelo novo coronavírus. Não há comprovação científica de que a cloroquina é capaz de curar a Covid-19. Estudos internacionais não encontraram eficácia no remédio e a Sociedade Brasileira de Infectologia não recomenda o uso.

O protocolo da cloroquina foi motivo de atrito entre Bolsonaro e os últimos dois ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich. Em menos de um mês, os dois deixaram o governo. No novo protocolo divulgado pelo ministério não aparece assinatura de nenhuma autoridade. O texto mantém a necessidade de o paciente autorizar o uso da medicação e de o médico decidir sobre a aplicar ou não o remédio. O termo de consentimento, que deve ser assinado pelo paciente, ressalta que “não existe garantia de resultados positivos” que “não há estudos demonstrando benefícios clínicos”.

O documento afirma ainda que o paciente deve saber que a cloroquina pode causar efeitos colaterais que podem levar à “disfunção grave de órgãos, ao prolongamento da internação, à incapacidade temporária ou permanente, e até ao óbito”.

Poções: 3 casos suspeitos aguarda resultados de exames COVID19

Imagem / DECOM/PMP

Nesta última terça-feira (19), a Prefeitura Municipal, mediante Secretaria Municipal de Saúde, informou através de boletim epidemiológico, que subiu para 39 o número de casos com suspeita de Covid-19 no município, 3 aguarda resultados de exames e 1 fará coleta.

Ressaltamos que 31 casos suspeitos já foram descartados. 413 pessoas vindas de áreas de risco estão sendo monitoradas.

A Secretaria de Saúde reforça a importância de que, neste momento, a população siga as orientações de distanciamento físico, usando máscara, mantendo os cuidados de higiene e evitando aglomerações.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia