WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
farmacia perfumaria abaete I












janeiro 2021
D S T Q Q S S
« dez    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

:: ‘Saúde’

Auxílio Emergencial: governo amplia prazo para beneficiário do Bolsa Família sacar recursos

G1

O governo ampliou de 90 dias para 270 dias o prazo para quem é beneficiário do Bolsa Família sacar os recursos já depositados do Auxílio Emergencial residual. A portaria foi publicada no Diário Oficial nesta quarta-feira (30). O prazo ampliado para a utilização dos recursos vale até o fim do estado de emergência em saúde pública, que ainda não tem data para acabar. Em julho, uma portaria já havia ampliado para 270 dias o prazo para saque do próprio Bolsa Família (não dos recursos do auxílio para este público), com prazo até o final do estado de calamidade que acaba na quinta-feira (31).

O prazo regular para saques – tanto do Bolsa Família quanto do Auxílio Emergencial – é de 90 dias. Após esse período, os recursos não utilizados voltam aos cofres do governo. Esse prazo segue valendo para quem recebeu o auxílio e não faz parte do público do bolsa. O governo realizou o pagamento da última parcela do Auxílio Emergencial na terça-feira (29). O Ministério da Cidadania justificou a mudança como uma forma de evitar aglomeração dos beneficiários num momento de pandemia de coronavírus.

Mundo: Índia confirma primeiros casos de cepa britânica da covid-19

Reprodução / Canal Livre

As autoridades indianas confirmaram nesta última terça-feira (29) os seis primeiros casos da nova cepa britânica do coronavírus na Índia, após terem analisado cerca de 33 mil passageiros que chegaram do Reino Unido entre 25 de novembro e 23 de dezembro, quando os voos foram para o país foram cancelados.

“Um total de seis amostras de seis pessoas que retornaram do Reino Unido deram positivo para a nova variante do genoma do Reino Unido”, anunciou o Ministério da Saúde em nota, informando que os casos foram detectados em laboratórios no sul de Bangalore, Hyderabad e Pune. Entre os 33 mil viajantes que chegaram do Reino Unido entre 25 de novembro e 23 de dezembro, 114 deram positivo para coronavírus e, deles, seis foram detectados com a nova linhagem com alta capacidade de transmissão.

“Essas (seis) pessoas foram mantidas em isolamento em quartos individuais de instalações sanitárias designados pelos respectivos governos estaduais. Seus contatos próximos também foram colocados em quarentena. Um rastreamento completo de contatos de companheiros de viagem, contatos familiares e outros”, detalha a declaração. A nova cepa da doença detectada no Reino Unido forçou a reclusão de milhões de britânicos e levou muitos países a estabelecerem restrições de viagem, já tendo encontrado casos em vários países europeus, como Espanha e França, ou asiáticos como Japão e Cingapura. Embora a Índia tenha suspendido os voos internacionais desde o final de março, concordou com uma série de transportes aéreos que conectam o país asiático a outros terminais internacionais, incluindo o Reino Unido.

A Índia, segundo país mais afetado no mundo pela doença, com mais de 10,2 milhões de casos, vem experimentando uma desaceleração profunda na disseminação do vírus nos últimos meses, tendo relatado hoje 16.432 infecções, o menor número em seis meses. As autoridades também relataram 148.153 mortes relacionadas à doença. De acordo com o Ministério da Saúde da Índia, este país de 1,35 bilhão de habitantes tem apenas 268.581 pacientes com o vírus ativo, com cerca de 96% de recuperações.

Saúde Pública: População reclama sobre acumulo do lixo na cidade de Poções

Foto / Reprodução

Ainda não se sabe a razão, nenhuma nota sobre o assunto foi divulgado pelo setor competente, nem a imprensa local. O que se pode ver são diversos pontos de acumulo de lixo em vários Bairros da cidade, levando o aparecimento de alguns bichos peçonhentos e mal cheio nos ponto citados.

Nossa reportagem tentou contato com o setor público de limpeza urbana, mais não obtivemos êxodo. Vários moradores enviaram para nossa redação vários vídeos e fotos sobre essa situação. Até o fechamento desta matéria não havia informação sobre a regularização ou não da coleta de lixo.

A reportagem do Blog Panorama Geral, como órgão de imprensa local e em nome de toda comunidade poçoense, pede ao setor competente que finalize o ano com uma cidade limpa.

Bahia: Secretaria de Saúde Estado anuncia Disk denuncia contra festas e aglomerações

SESAB

Não deixe o coronavírus virar o ano com você! Denuncie cenas de aglomerações, shows e festas através do 190, ou 3235-0000 (Salvador e Região Metropolitana). Caso esteja no interior do estado, ligue 181.

Lembre-se: a pandemia não acabou. O decreto de n.º 19.586 proíbe a realização de shows, festas, públicas ou privadas, e afins, independentemente do número de participantes.

#Denúncia #Coronavírus #Covid19 #Saúde #SUS #GovernodoEstado #Bahia

Coronavirus: ‘O Brasil ficando para trás na guerra contra a covid-19’, diz Rui Costa

A folha

Em uma postagem no Twitter, Rui disse temer que farmacêuticas desistam de pedir o uso emergencial das vacinas devido à falta de flexibilização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “Os argentinos começaram hoje a se imunizar com a vacina SputnikV. Sem flexibilização, os fabricantes desistirão de pedir uso emergencial das vacinas, como fez a Pfizer. Testes clínicos indicam q a Sputnik V tem 92% de eficácia. O Brasil ficando para trás na guerra contra a covid-19”, escreveu o governador.

Antes disso, Rui respondeu a uma postagem lembrando do acordo do governo baiano com o governo russo para adquirir doses da vacina. Fizemos a nossa parte, através do acordo firmado com o governo russo para garantir ao menos a compra de 50 milhões de doses”, postou o governador e, logo em seguida, a mensagem ficou indisponível.

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), se o Ministério da Saúde não enviar doses suficientes para os grupos prioritários baianos, o governo do estado pode adquirir até 50 milhões de doses da Sputinik V devido ao acordo selado de acesso prioritário. No entanto, “não há uma previsão para chegada das doses à Bahia e, talvez, nem mesmo seja necessário fazer a compra. A empresa ainda não fez o pedido de registro emergencial à Anvisa”.

Além disso, a assessoria ressaltou que os testes clínicos indicam que a Sputnik V tem 92% de eficácia e terá fabricação nacional a partir de 7 de janeiro, na fábrica da União Química Farmacêutica, no Distrito Federal. “O Governo da Bahia disponibilizou centro de pesquisa para testagem da vacina russa no estado, mas a Anvisa está exigindo que brasileiros sejam testados, desconsiderando os testes clínicos em 40 mil voluntários no mundo. Sem flexibilização, o Governo da Bahia teme que fabricantes desistam de pedir uso emergencial das vacinas, como já fez a Pfizer”, apontou a nota.

Tecnologia: Salvador é primeira entre capitais do Grupo C40 a ter plano de ação climática

Jornal Metropolitano

Salvador passará a ter o próprio Plano de Ação Climática de Salvador. A capital é a primeira entre as nove cidades da América Latina que são apoiadas pelo Grupo C40 de Grandes Cidades para a Liderança do Clima a obter esse reconhecimento. A apresentação do documento foi realizada nesta terça-feira (29) pelo prefeito ACM Neto e pelo vice, Bruno Reis, acompanhados do secretário de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), João Resch, durante entrega do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Clarice de Almeida Ferreira, no Calabar.

“Salvador construiu uma agenda ambiental muito forte nos últimos oito anos, algo que, no início de 2013, nem era discutido na cidade. Dentre outros objetivos, temos uma meta ambiciosa de neutralizar as emissões de carbono na cidade até 2049, quando a capital baiana completará 500 anos”, declarou ACM Neto.

O Plano de Mitigação e Adaptação às Mudanças do Clima em Salvador (PMAMC) foi aprovado no último dia 3 pelo C40 e é uma iniciativa da Secis financiada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por meio do Programa de Desenvolvimento do Turismo em Salvador (Prodetur), em parceria com a Secretaria de Cultura e Turismo (Secult). Dividido em quatro eixos estratégicos, o PMAMC propõe 57 ações de curto, médio e longo prazos relacionadas à mitigação e à adaptação climática, tendo como horizontes os anos de 2024, 2032 e 2049: Salvador Inclusiva; Verde-azul; Resiliente; e Baixo Carbono.

Ao todo, são 14 metas de mitigação e 11 de adaptação. Para 2024, por exemplo, a meta geral de mitigação é reduzir em 15% as emissões de GEE em relação a 2018, enquanto a outra se resume a promover a capacitação da comunidade em adaptação às mudanças do clima em 50% das áreas de risco trabalhadas pelos Núcleos Comunitários de Proteção e Defesa Civil (Nupdecs) em 2018.

“Esse plano é um marco para a cidade, que coloca Salvador em vanguarda na agenda de mudanças climáticas. Um compromisso assumido pela Prefeitura em 2016 de seguir o Acordo de Paris e projetar a cidade a curto, médio e longo prazo, atendendo a estas certificações do acordo. Tem muita coisa a ser feita para avançar nesta pauta, mas, se não tivermos um horizonte agora, será muito difícil conseguir lá na frente, pois a mudança climática já é real”, disse João Resch. O documento foi executado por um consórcio composto por WayCarbon, Governos Locais pela Sustentabilidade (Iclei) e WWF, além de ter contado com o apoio do C40 e da Agência GIZ de Cooperação Alemã. Ele pode ser baixado pelo site www.sustentabilidade.salvador.ba.gov.br.

Economia: Prefeitura de Salvador garante auxílio emergencial por mais três meses

O Correio

Quem conta com o auxílio emergencial do programa Salvador por Todos, pode ficar tranquilo. O prefeito eleito Bruno Reis anunciou que o valor continuará sendo pago pelo menos até março do ano que vem. “Nós tomamos a decisão de manter o benefício do auxilio emergencial da prefeitura por pelo menos 3 meses. Precisamos nos esforçar para retornar logo à normalidade em sua totalidade”, disse Bruno Reis.

O Salvador por Todos paga R$ 270 a baianas de acarajé, ambulantes, feirantes, camelôs, barraqueiros, baleiros, guardadores de carro, recicladores, taxistas, motoristas de aplicativos, mototaxistas (no caso dos três últimos, com idade superior a 60 anos) e motoristas de transporte escolar. O programa, criado durante a pandemia para auxiliar trabalhadores informais, é coordenado pela Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre).

Esporte: Devido à pandemia, Fifa cancela mundiais sub-17 e sub-20 de 2021

Tribuna da Bahia

A Federação Internacional de Futebol (Fifa) anunciou nesta última quinta-feira (24) o cancelamento dos mundiais sub-17 e sub-20 masculinos do ano que vem, que seriam realizados em Peru e Indonésia, respectivamente. A entidade confirmou os dois países como sedes das mesmas edições em 2023. O motivo é a instabilidade da pandemia do novo coronavírus (covid-19). “A pandemia da covid-19 segue desafiando a realização de eventos esportivos e tem um efeito restritivo em viagens internacionais. A Fifa consultou regularmente as partes interessadas, incluindo as associações-membro e as confederações [América do Sul e Ásia] envolvidas nos dois torneios. Ficou claro que a situação global não se normalizou o suficiente para a realização das competições e a viabilidade do processo de qualificação”, explica a nota divulgada pela Fifa.

Em novembro, a entidade máxima do futebol cancelou os Mundiais sub-17 e sub-20 femininos inicialmente marcados para Índia e Costa Rica, respectivamente, também em 2021. Tal qual no masculino, os dois países receberão a próxima edição das competições, mas em 2022. Para 2023, está agendada a Copa do Mundo feminina, que será sediada em conjunto por Austrália e Nova Zelândia. Na última quarta-feira (23), a Confederação Sul-Americana da modalidade (Conmebol) já havia anunciado o cancelamento dos torneios continentais de base masculinos do próximo ano – ambos seriam na Colômbia. A princípio, os Sul-Americanos sub-17 e sub-20 femininos (interrompido antes da segunda fase) estão mantidos para janeiro, respectivamente em Uruguai e Argentina.

Copa Feminina

Também nesta quinta, a Fifa divulgou como será o processo de classificação da Copa do Mundo Feminina de 2023. Segundo a entidade, são 29 vagas diretas divididas pelas seis confederações: Ásia (seis, sendo uma da anfitriã Austrália – que apesar de não ser uma nação asiática, compete pelo continente), África (quatro), América do Norte e Central (quatro), América do Sul (três), Oceania (uma, que é da Nova Zelândia, também como país-sede) e Europa (11). As outras três vagas serão obtidas por meio de uma repescagem mundial que reunirá dez seleções, sendo duas asiáticas, duas africanas, duas da América do Norte e Central, duas sul-americanas, uma da Oceania e uma europeia. Os confrontos dos playoffs serão disputados nos países-sede da Copa e funcionarão como eventos-teste para a competição.

É a primeira vez que o Mundial feminino terá 32 seleções. Em 2019, na França, foram 24 equipes. O Brasil disputará vaga na Copa América de 2022, que ainda não tem sede definida. Com sete títulos em oito edições, a seleção brasileira é a atual tricampeã sul-americana. A última conquista foi em 2018, no Chile.

Transferência de Emergência: Herzem segue para tratamento de reabilitação pulmonar em São Paulo

Blog do Anderson

Após ser diagnosticado com COVID-19 no dia 7 de dezembro, o prefeito Herzem Gusmão Pereira, de 72 anos, seguiu em tratamento domiciliar nos primeiros dias da doença, respondendo bem ao tratamento. No dia 18, foi indicada a necessidade de internação em unidade hospitalar. Devido à presença de doenças pulmonares preexistentes, o prefeito evoluiu com complicações decorrentes da doença.

O prefeito segue, no início da noite deste sábado (26), em transporte aéreo do Hospital Samur para o Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde dará início ao tratamento de reabilitação pulmonar.

Pandemia: Excesso de videoconferências afeta a saúde mental, dizem psiquiatras

Agência Brasil

No contexto da pandemia do novo coronavírus (covid-19) e do isolamento imposto para conter a disseminação da covid-19, aumentou o uso das plataformas online de videoconferência como forma de manter o contato social entre as pessoas. Mas o excesso de encontros virtuais acabou produzindo uma espécie de “fadiga do zoom”, segundo identificou a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). Para mostrar o impacto das videoconferências na saúde mental dos brasileiros, a ABP realizou a primeira pesquisa sobre o tema no período de 14 de agosto a 21 de novembro. A sondagem revela a elevação das queixas de pacientes sobre o excesso de trabalho por videoconferências nos últimos cinco meses, recebidas por 56,1% dos psiquiatras associados da ABP entrevistados.

“Os pacientes relataram que a “fadiga do zoom” é um fato na vida delas, que elas de fato aumentaram o trabalho via teleconferência e adoeceram, precisaram de ajuda”, disse à Agência Brasil o presidente da ABP, Antonio Geraldo da Silva.

O levantamento foi feito junto aos psiquiatras associados da ABP que atendem no Sistema Único de Saúde (SUS), no sistema privado e suplementar, e mostrou também que 63,3% deles perceberam um aumento de prescrição de psicotrópicos (remédios controlados) para tratar pessoas que tinham a queixa de excesso de trabalho por videoconferência. Os médicos associados da ABP notaram ainda a elevação de 70,1% da necessidade de prescreverem psicoterapia para seus pacientes também com essa fadiga. “É uma situação nova, é um fato novo. Mas estamos percebendo que há um cansaço das pessoas em usar a videoconferência, porque ela retira de você toda privacidade, aumenta sua carga de trabalho e sua carga de descanso fica comprometida e isso é, realmente, adoecedor”, disse Silva.

De acordo com o presidente da ABP, as pessoas passaram a trabalhar em casa e os horários rotineiros foram rompidos. “Os chefes passaram a entender que as pessoas estão disponíveis 24 horas”. No teletrabalho, muitas vezes, as pessoas entram em uma videoconferência às 8h e saem somente ao meio-dia”, disse Silva. “Houve uma perda dos limites relacionais”. Na avaliação do presidente da ABP, o cuidado com a saúde mental da população deve ser abrangente e direcionado a todos para haver uma mudança de pensamento e comportamento. Enfatizou que as preocupações com a onda de consequências à saúde mental derivadas da pandemia permanecem com tendência ascendente.

Segundo Silva, a agenda da saúde mental “é urgente e será um dos pilares para o bom enfrentamento às demais consequências trazidas pela pandemia. A saúde mental é a chave para enfrentarmos o cenário atual e seus desdobramentos”. A ABP estima que há 50 milhões de pessoas com algum tipo de doença mental no Brasil. O país engloba o maior número de pessoas com casos de transtornos de ansiedade do mundo. São cerca de 19 milhões de casos, que correspondem a 9% da população. Além disso, o Brasil ocupa o segundo lugar no mundo e o primeiro na América Latina em pessoas com quadros depressivos.

Na avaliação do psiquiatra Jorge Jaber, da Associação de Psiquiatria do Estado do Rio de Janeiro (Aperj), o excesso de informações pode provocar um certo cansaço mental. Ele recomenda que as pessoas utilizem um filtro, uma seleção das fontes, buscando instituições tradicionais para obter conhecimento ou tirar dúvidas. Sobre prescrição de remédios, Jaber vê uma tendência comum nos pacientes psiquiátricos de conseguir mais receitas do que seria necessário. Neste momento de pandemia, ele atribui esse movimento a três fatores: o custo muitas vezes inacessível das consultas; a redução da capacidade do atendimento público aos pacientes psiquiátricos; e o receio do paciente de não ter o remédio à mão, em um momento de crise.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia