WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
farmacia perfumaria abaete I










agosto 2020
D S T Q Q S S
« jul    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

:: ‘Municípios’

Vitoria da Conquista: Aeroporto volta a receber voos que foram suspensos a partir desta segunda (03)

Metro1

O Aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista, vai voltar a receber voos que foram suspensos desde março, a partir de amanhã (03). Com isso, a cidade vai contar também com voos diretos de Campinas (SP) da Azul Linhas Aéreas. Atualmente, apenas dois voos estão em operação, um para Salvador e outro para São Paulo, ambos pela Gol.

Os voos da Azul serão às segundas, quartas, sextas e domingos e serão com aeronaves modelo Embraer E1, com capacidade para até 118 passageiros. As passagens para os destinos já estão disponíveis para compra. Ainda de acordo com a empresa aérea, além de Vitória da Conquista e Ilhéus, outras seis bases serão reabertas neste mês em Dourados (MS), Presidente Prudente (SP), Campina Grande (PB), Governador Valadares (MG), Juiz de Fora (MG) e Joinville (SC).

Com isso, a empresa deve operar 303 voos diários em agosto, um crescimento de 290% no comparativo com a malha operada em abril.

Sudoeste Baiano: Identificados os mortos no acidente da BA-156 entre Jacaraci e Mortugaba

* http://www.vitoriadaconquistanoticias.com.br/v2/

Um acidente ocorrido na tarde desta sábado (1º) na BA-156, trecho que liga a cidade de Jacaraci a Mortugaba no sudoeste da Bahia, causou a morte de dois homens e deixou um terceiro ferido. As informações são de que a carreta que eles trafegavam, e que estava carregada de milho, perdeu o controle na conhecida “curva do Rio Gavião” e capotou.

Uma das vítimas foi identificada como Alexandre Reis. Ele é natural de Itapetinga, mas morava em Jacaraci onde trabalhava como motorista para o Grupo Líder. A outra vítima foi identificada como sendo Marco Aurélio (Bola 8), natural da cidade de Ibiassucê. O terceiro ocupante de veículo, que ficou presos às ferragens e sofreu apenas ferimentos, não teve a identidade divulgada.

Saúde: Fiocruz anuncia que deve começar a produzir vacina contra a Covid-19 em dezembro

G1

A Fiocruz revelou um acordo com o  laboratório AstraZeneca para produzir, a partir de dezembro, milhões de doses da vacina contra o coronavírus, desenvolvida pela Universidade de Oxford. O acordo assinado entre a Fundação Oswaldo Cruz, o Ministério da Saúde e o laboratório britânico AstraZeneca, deve garantir a transferência de tecnologia, e assegura que 100 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 sejam produzidas no Brasil. Segundo a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, é muito provável que a produção comece ainda este ano.

“Estamos nos preparando para receber 30 milhões de insumos farmacêuticos para 30 milhões de doses da vacina, entre dezembro e janeiro, e estaremos produzindo essas doses de vacina, e receberemos mais 70 milhões de doses logo a seguir, entre fevereiro e junho de 2021”. Atualmente, a pesquisa está na fase estudos clínicos, quando ela é testada em larga escala. A parceria com a Universidade de Oxford, na Inglaterra, e com o laboratório britânico AstraZeneca é uma das mais adiantados do mundo, segundo o G1. No Brasil, dois mil voluntários já participam dos testes para comprovar a eficácia e segurança dela. Os testes estão sendo conduzidos pela Universidade Federal de São Paulo, a Unifesp, o Instituto D´Or, com o apoio da Fundação Lemann.A chegada de recursos ainda é necessária. O Ministério da Saúde prevê um repasse de R$ 522 milhões para o processamento da vacina. E mais R$ 1,3 bilhão para trazer ao Brasil os insumos para a fabricação.

Além disso, estão previstos R$ 95 milhões em investimentos para adaptar os laboratórios de Bio-Manguinhos, no Rio. É uma corrida contra o tempo e em várias frentes. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já autorizou estudos clínicos de três vacinas no Brasil. O Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais começou a testar uma vacina em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo, e a empresa chinesa Sinovac. E a farmacêutica americana Pfizer com a empresa alemã Biontech também vão testar uma vacina com apoio do Centro Paulista de Investigação Clínica, e as Obras Sociais Irmã Dulce, de Salvador. Em 120 anos de existência, a Fiocruz nunca participou do desenvolvimento de uma vacina em tempo tão curto. Na avaliação dos pesquisadores brasileiros, há bons motivos para acreditar numa vacina produzida no país ainda em 2020.

De 0 a 10, a presidente da Fiocruz fala qual é a sua expectativa. “Nove e meio. É uma esperança muito grande, mas ao mesmo tempo eu aponto a complexidade do desafio frente à essa pandemia. Com efeitos tão devastadores, uma crise humanitária posa ser enfrentada com o aumento da nossa consciência social e um reforço das políticas públicas de saúde”, completa Nísia.

Covid-19: Ministério da Saúde tem 9,8 milhões de testes parados por falta de insumos

*Correio

Secretário executivo do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, Mauro Junqueira reforça que os testes ficaram estocados no País pela falta de todo o equipamento para a análise. “Não tinha o material de extração. Chegou incompleto. Foi feito um acordo e (a compra) está sendo centralizada. (A situação) já melhorou muito nas últimas semanas”, disse

Quase seis meses após decretar o estado emergência pela covid-19 no País, o Ministério da Saúde ainda guarda em seus estoques 9,85 milhões de testes, segundo documentos internos da pasta aos quais o Estadão teve acesso. O número é quase o dobro dos cerca de 5 milhões de unidades entregues até agora pelo governo federal aos Estados e municípios. O exame encalhado é do tipo PT-PCR, considerado “padrão-ouro” para diagnóstico da doença.

O principal motivo para os testes ficarem parados nas prateleiras do ministério é a falta de insumos usados em laboratório para processar amostras de pacientes. Isso porque, segundo informam secretários de saúde, não adianta só enviar o exame, também é preciso distribuir reagentes específicos. O governo federal comprou os lotes de exames sem ter a garantia de que disporia de todos esses insumos, indispensáveis para usar os testes. Estes produtos não são entregues “com regularidade” pela pasta, afirma o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Questionado, o Ministério da Saúde disse que enfrentou dificuldades para encontrar todos os insumos no mercado internacional, mas que está estabilizando a distribuição conforme recebe importações de fornecedores. A pasta não explicou se recebeu algum alerta dos técnicos, durante o planejamento, sobre o risco de os testes ficarem parados pela falta de insumos. Também não informou quantos reagentes utilizados na etapa de extração das amostras foram entregues.

Política: Bolsonaro inaugura sistema de abastecimento de água em município baiano

 

 

Jornal A Tarde

O município baiano de Campo Alegre de Lourdes, no norte do estado, será o destino da primeira viagem presidencial de Jair Bolsonaro após o anúncio de que está curado da Covid-19.

No último sábado, 25, o presidente informou que um novo exame para detectar o coronavírus deu negativo. Bolsonaro participará, na quinta-feira, 30, da inauguração de um sistema de abastecimento de água na cidade baiana.

A viagem a Campo Alegre de Lourdes estava prevista inicialmente para o começo do mês, mas foi adiada depois que o presidente anunciou a contaminação, no dia 7 de julho, pelo coronavírus.

Brasília: Presidente sanciona lei que resgata R$ 1,5 bilhão para assistência social

Agência de Noticias

O projeto vai destinar R$ 1,5 bilhão para ações de combate ao coronavírus voltadas para a população mais vulnerável, será liberada pelo prescinde para estados e municípios.

O presidente Jair Bolsonaro sancionou Projeto de Lei que vai destinar R$ 1,5 bilhão para ações de combate ao coronavírus voltadas para a população mais vulnerável, como moradores de rua, por exemplo. O Projeto é da deputada Flávia Arruda, que na terça-feira (28) se reuniu no Palácio do Planalto com o presidente. Ela explicou que o objetivo da proposta é facilitar a liberação de recursos de anos anteriores não utilizados e que normalmente voltam para os cofres do Tesouro. Devido a falta de projetos aprovados ou em andamento, o dinheiro estava parado. A ideia, segundo a deputada, é garantir por exemplo, dinheiro para a compra de cestas básicas, para atender quilombolas, povos indígenas, idosos e reestruturar os centros de assistência social nos estados e municípios.

Conquista: Servidores da Atenção Básica à Saúde fazem protesto após serem excluídos do adicional de insalubridade

*Por Caique santos

Servidores municipais da Atenção Básica à Saúde (SUS) fizeram uma manifestação na porta da Prefeitura de Vitória da Conquista na manhã desta segunda-feira (27).

O protesto pedia o adicional de insalubridade que foi concedido pelo prefeito Herzem Gusmão apenas aos servidores do SAMU 192 e do Centro de Atenção à Covid-19, preterindo o restante dos servidores da saúde. No dia 21 passado, o prefeito assinou o decreto 20.400 (LEIA ABAIXO), dando o adicional de insalubridade apenas aos servidores estão na linha de frente do combate à pandemia, mas não contemplou a Atenção Básica.

“A porta de entrada do SUS merece tanto reconhecimento quanto o SAMU 192 e o Centro de Covid, que recebem merecidamente os 40% de insalubridade. Todos os pacientes encaminhados pra lá são referenciados pelas nossas unidades de saúde. Eu como técnica de enfermagem e vacinadora estou diariamente fazendo o meu papel e peço ao município que possa fazer o papel dele também”, disse uma servidora, que chegou a chorar. No dia 25 de abril, a Câmara de Vereadores aprovou um requerimento que solicitava o adicional a todos os servidores da saúde, mas foi ignorado por Herzem. Atualmente 332 servidores da saúde estão com a covid-19.

Até o momento o prefeito não se pronunciou sobre o assunto.

Bahia: Secretaria da Educação do Estado emite nota sobre retomada do ano letivo

SECOM/BA

A Secretaria da Educação do Estado emitiu uma nota nesta segunda-feira, 27, a  para esclarecer dúvidas acerca da retomada do ano letivo, na Bahia.

Com as orientações da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), de médicos e da comunidade científica nacional e internacional, a Secretaria da Educação da Bahia (SEC) veio a público reafirmar que o retorno das aulas ainda não está definido e só serão retomadas em condições de segurança, em consonância com o restante do país.

Além disso, a definição do momento do retorno às aulas se dará a partir da indicação das autoridades de Saúde do Governo do Estado, no tempo adequado e seguindo os protocolos de segurança;

“Os protocolos de segurança e o calendário de retorno às aulas serão debatidos com entidades e instituições pertinentes (UPB, UNDIME, UNCME, SINPRO, APLB, SINEPE, Conselho Estadual de Educação do Estado da Bahia, Fórum Estadual da Educação, Fórum de Gestores e universidades públicas e privadas, além de representações estudantis, seguindo a prática do diálogo, da colaboração e da construção coletiva.

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia adverte sobre a disseminação de notícias falsas. Um fragmento de documento interno, retirado de seu contexto, está sendo usado para desinformar a população, criando a falsa ideia de retorno iminente às aulas. Tal documento, um exercício meramente hipotético de calendário feito com os professores para construir, conjuntamente, as “Trilhas do Saber”, traz expressamente o aviso de que “até que os indicadores de monitoramento da COVID-19 se estabilizem no Estado, não há previsão de retorno” – trecho omitido propositadamente para induzir os leitores a erro.”

Por fim, a SEC reafirmou que o Governo da Bahia continua trabalhando para salvar vidas, ao tempo em que conclama a população a permanecer em suas casas e, se precisar sair, que use máscaras, mantendo o distanciamento e as medidas de proteção necessárias.

Covid-19: Proposta suspende reajuste de conta de luz em 2021 por causa da pandemia

Para ajudar brasileiros que perderam renda na pandemia, o Senado discute projeto (PL 3.851/2020) que suspende o reajuste de tarifas nas contas de luz durante 2021. A proposta, apresentada pelo senador Rogério Carvalho (PT-SE), prevê que o reajuste de 2021 seja diluído pelos próximos cinco anos, a partir de fevereiro de 2022.

Confira;

Fonte: Agência Senado

Saúde: Senadores manifestam otimismo com vacinação para covid-19 no início de 2021

Ilustração

O Brasil é o segundo país no mundo em casos de covid-19 e já registra mais de 86 mil mortes em decorrência do novo coronavírus. Diante desse cenário, é grande a expectativa e otimismo dos senadores pelo desenvolvimento, em tempo recorde, de uma vacina capaz de imunizar a população a partir do início do ano que vem. A senadora Zenaide Maia (Pros-RN), que também é médica, ressaltou que a comunidade científica tem priorizado o desenvolvimento da vacina. Ela acredita que já em 2021 o mundo terá acesso ao método eficaz de imunização contra a covid-19.

Minha expectativa é de que, no próximo ano, em 2021, tenhamos uma vacina contra a covid-19 que seja para todos, em comum da humanidade, e não só para os países mais ricos. Acredito nisso porque vejo a comunidade científica internacional dando prioridade máxima para o desenvolvimento dessa vacina, inclusive com a participação de cientistas e voluntários brasileiros — disse a senadora à Agência Senado.  Na semana passada, a Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que 166 vacinas contra o vírus estão em desenvolvimento em todo o mundo e, até a última terça-feira (21), ao menos 24 delas haviam sido registradas em fase clínica, que é a etapa de teste em humanos. Uma das vacinas que está em estágio mais avançado é a da Universidade de Oxford, no Reino Unido, em conjunto com a farmacêutica AstraZeneca. Ela está na fase de testes em humanos, inclusive com aplicação dessa etapa no Brasil. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) firmou parceria com a universidade para produzir a vacina no país.

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia