WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
farmacia perfumaria abaete I












fevereiro 2021
D S T Q Q S S
« jan    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  

:: ‘Economia & Negócios’

Brasil: Incêndio atinge plataforma da Petrobras em Campos

Blog Panorama Geral / Folha Press

Um incêndio na tarde deste último  sábado (20) atingiu uma plataforma de petróleo da Petrobras, localizada no campo de Caratinga, na Bacia de Campos, Rio de Janeiro.

A Petrobras confirma a informação, mas minimiza o ocorrido dizendo que foi “um princípio de incêndio”, enquanto relatos de trabalhadores lotados na unidade falam em algo de “grandes proporções”.

Em nota, a petroleira afirmou que o acidente ocorreu durante atividade de manutenção em uma tubulação da plataforma P48. A estatal acrescentou que o colaborador que realizava o trabalho teve queimaduras leves e foi atendido na enfermaria, sendo desembarcado de forma preventiva.

De acordo com a Petrobras, a vítima passou por avaliação médica e se encontra bem, já em sua casa, e que o incêndio foi controlado pela equipe de emergência.

Porém, as informações são diferentes do que informaram sindicatos da categoria.
Segundo a FUP (Federação Única dos Petroleiros), em contato com o Sindipetro-NF (Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense), o incêndio durou 1 hora e 30 minutos. Ainda segundo a entidade, o trabalhador acidentado sofreu queimaduras no pescoço, ombros, braços e costas.

A informação dos sindicatos é que ele foi socorrido 2 horas após o incidente, por atendimento aeromédico. Tezeu Bezerra, coordenador do Sindipetro-NF, afirmou que o sindicato vai acompanhar a investigação do acidente.

A mesma plataforma havia sofrido um incêndio há quase cinco anos, em março de 2016.

Auxílio emergencial: Governo fará seleção prévia a partir do cadastro de quem já recebeu o benefício

Blog Panorama Geral / O Estadão

 O governo fará uma seleção prévia no cadastro das pessoas que receberam o auxílio emergencial em 2020 antes de autorizar a Caixa Econômica Federal a começar o depósito da nova rodada de pagamento, que deve iniciar em março.

Segundo fontes a par do assunto, diferentemente do ano passado, quando os trabalhadores se cadastraram e fizeram uma autodeclaração de que se enquadravam nos critérios de renda, desta vez o Ministério da Cidadania já tem um banco de dados pronto.

É com base nesse banco de dados que o governo irá fazer uma lista de quem tem direito ao benefício. Dessa vez, os técnicos trabalham para que os valores sejam pagos automaticamente, sem a necessidade de cadastro dos beneficiários.

Os critérios de renda para concessão do benefício devem ser os mesmos do ano passado. Ainda não está decidido, porém, se mães solteiras receberão o auxílio em dobro, como foi no ano passado.

Quem recebe salário do setor público — considerando União, estados e municípios — pensão, aposentadoria, benefício assistencial, seguro desemprego e tem vínculo empregatício ativo não receberá o auxílio emergencial. Os dados do cadastro também passaram por uma trilha de investigação com a ajuda da Receita Federal e órgãos de controle, para aferir os critérios

Com esse pente fino, o universo de quase 68 milhões que receberam o auxílio emergencial em 2020 deverá ser reduzido para pouco mais de 40 milhões. Desse total, 14 milhões estão inscritos no Bolsa Família. Os outros beneficiários são trabalhadores informais e pessoas vulneráveis fora do Bolsa Família, segundo técnicos do Ministério da Cidadania.

A equipe econômica trabalha para que o gasto total do governo com o benefício, neste ano, não ultrapasse R$ 50 bilhões no ano, considerando quatro parcelas de R$ 250.  No ano passado, o programa começou com R$ 600 (por três meses) e encerrou pagando R$ 300 (por quatro meses). A equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, não quer repetir o valor de R$ 300.

Brasília: Lira, Pacheco e Guedes se comprometem a acelerar a volta do auxílio emergencial

Blog Panorama Geral / Fonte: Senado Federal

Os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado, Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e o ministro da Economia, Paulo Guedes, reafirmaram nesta sexta-feira o compromisso com a continuidade do pagamento do auxílio emergencial. O valor das parcelas e o período do pagamento ainda serão definidos. Segundo o presidente do Senado, o auxílio poderá ter quatro parcelas, começando em março.

Depois de reunião na residência oficial do presidente da Câmara, eles defenderam uma agenda legislativa rápida, que garanta o retorno do pagamento do auxílio emergencial para os mais vulneráveis o mais rapidamente possível em razão da crise econômica provocada pela pandemia. Também participou da reunião o ministro-chefe da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, responsável pela articulação política do governo.

Além do auxílio emergencial, eles querem pautas que ampliem a vacinação da população brasileira e que garantam a responsabilidade fiscal, como as reformas tributária e administrativa, e as propostas de emenda à Constituição (PECs) que permitem reorganizar os gastos públicos dentro do teto de gastos.

Lira afirmou que as duas Casas do Legislativo vão tratar os temas com a maior rapidez e transparência possíveis. “Vamos cumprir uma agenda básica: o Senado com as matérias daquela Casa, e a Câmara com a reforma administrativa sob sua responsabilidade. Já há perspectiva de um retorno de alguns dispositivos o mais rapidamente possível, para termos tranquilidade para enfrentar a vacinação e dar continuidade à pauta econômica e à pauta social, que preocupam o governo e o Congresso. Todas elas serão tratadas com rapidez e transparência e com o maior esforço para dar garantias aos mais vulneráveis” afirmou Lira.

Pacheco afirmou que a prioridade do Congresso neste momento é a vacinação em massa e o auxilio emergencial enquanto durar a pandemia, mas ressaltou que o Legislativo precisa fazer a sua parte. Ele citou as reformas e as PECs que tramitam no Senado como propostas que conciliam o interesse público com o protocolo da responsabilidade fiscal. Rodrigo Pacheco defendeu que seja incluído no texto da PEC do Pacto Federativo uma cláusula de calamidade pública para fazer uma flexibilização fiscal necessária para a retomada do auxílio emergencial.

“Nossa expectativa é que haja um auxílio que seja suficiente para alcançar o maior número de pessoas, mas com a responsabilidade fiscal. Nossa expectativa é que possamos até o mês de junho ter um auxílio. Para isso, é fundamental que o Congresso faça sua parte”, defendeu Pacheco.

Paulo Guedes também defendeu um marco fiscal com a inclusão de uma cláusula de calamidade pública para garantir o pagamento do auxílio emergencial. Segundo ele, é importante aprovar essas medidas para não comprometer as futuras gerações.

“Nosso compromisso é com a saúde, a vacinação em massa e o auxílio emergencial, com o compromisso com a responsabilidade fiscal”, disse Guedes.

Brasil: Bancos não vão abrir na segunda e na terça de Carnaval; Comercio e serviços público municipal segue normalmente

*Reportagem: Blog Panorama Geral / Nota: Federação Brasileira de Bancos

Mesmo com a revogação do feriado em algumas cidades e Estados, a organização bancária decidiu manter o fechamento

Em razão da pandemia COVID-19, muitos Estados e Municípios Brasileiro revogaram seus pontos facultativos e cancelaram sua festa desfile de carnaval. A pesar disso, a federação Brasileira de Bancos (Febrab) informa que, de acordo com resolução do Banco Central, os feriados bancários dos próximos dia 15,16 (Segunda e terça-feira) estão mantidos.

Na quarta-feira de cinzas (17) o inicio do expediente às 12h. Com o fechamento normal dos horários das Agências.

Em Poções, até o fechamento desta matéria, as 15:15 da tarde desta sexta-feira (12), na fomos informados de alguma mudança (decretos por parte da prefeitura). Tornando assim, o funcionamento normalmente do comercio local e casa lotéricas. Todos seguindo as normas do distanciamento social e uso de máscaras, como também lavar as mãos com água e sabão e uso constante do álcool em gel.

Poções: Polo industrial poderá ser criado no munícipio por iniciativa popular

Blog Panorama Geral

Nesta última terça-feira de fevereiro,
Representantes do município de Poções na pessoa do vereador Zé Mauro, chefe do legislativo, Celso Schitini secretário de infraestrutura e Salomao Morete projetista, estiveram na capital do estado, Salvador, onde foram recebidos para uma reunião com técnicos da secretaria de desenvolvimento econômico da Bahia SDE na onde apresentaram projeto de criação de pólo industrial para a cidade de Pocoes e região projeto pensado e desenvolvido por Salomao Schifino Morete e organização civil organizada do município.

Na oportunidade os técnicos do Estado ficaram muito satisfeito com a proposta e se colocaram as ordens para orientar auxiliar e orquestrar tudo que estiver ao alcance da pasta para a realização desta proposta. Já com visita dos técnicos do Estado pré agendada a região para levantamento apropriado do potencial e viabilidade além de diversas orientações.

“Estamos retornando para nosso  município com a certeza que Pocoes vai mudar para melhor, gerando centenas de empregos aos pais de família do município, com a chegada desse polo industrial em nossa cidade”, concluiu Salomão.

Brasil: Devolução do auxílio emergencial de R$300 e R$600 via celular

Blog Panorama Geral / Fonte: JN

O Governo Federal vai requisitar o valor do auxílio emergencial de volta. Para isso, já foram enviadas mensagens de texto para servidores públicos civis e militares, presos do regime fechado e aposentados pedindo a devolução das parcelas do auxílio emergencial que foram pagas indevidamente. Ou seja, quem solicitou o recebimento sem se enquadrar nas regras do benefício.

De acordo com o Ministério da Cidadania, em documentos que a Globo teve acesso, em torno de 1,2 milhão de beneficiários receberam o benefício irregularmente e receberam mensagens de texto pedindo a devolução. A notificação será feita por mensagens de texto (SMS) no celular e cerca de 2,6 milhões de pessoas devem receber o comunicado.

A lista de pessoas que receberam SMS do governo inclui:

119.688 aposentados ou beneficiários do INSS;

5.929 servidores públicos civis;

4.453 servidores públicos militares;

3.401 presos em regime fechado.

Essas condições, segundo os requisitos do programa, deveriam impedir o recebimento do auxílio. O Ministério da Cidadania não explicou como quem estava na folha de pagamentos da União teve o cadastro para o auxílio aprovado.

Ainda de acordo com a Globo, o governo foi questionado sobre a razão de presos em regime fechado terem recebido o programa e também sobre a lista de contatos telefônicos para esse grupo receber as mensagens. Até agora, o governo não respondeu.

Barreiras: Município sedia maior evento de soja do país

*Blog Panorama Geral *Fonte: Prefeitura de Barreiras

Luís Eduardo Magalhães sediou nessa quinta-feira (04), a Abertura Nacional da Colheita da Soja – Safra 2020/2021, promovido pela Aprosoja Brasil e Canal Rural. Com a expectativa de uma safra recorde, ultrapassando os 130 milhões de toneladas, a sede da Fundação Bahia reuniu sojicultores de todos os cantos do país e autoridades do Estado.

O prefeito Júnior Marabá e o vice-prefeito Filipe Fernandes, anfitriões do encontro, comemoraram a escolha do município. “Gostaria de agradecer a Aprosoja por ter escolhido Luís Eduardo Magalhaes para sediar esse evento de abertura da colheita de soja de todo o nosso país. Agradecer em nome do presidente estadual, Alan Juliani”, pontuou Júnior.

“Ficamos muito honrados desse evento ser em Luís Eduardo. Sabemos da grande importância que a soja tem no nosso município”, destacou Filipe.

O diretor de Agricultura, Kenni Henke falou da importância dos temas discutidos. “Destacando a produtividade, almejando novos resultados, buscando novas tecnologias para a soja e toda a agricultura que engloba o nosso Oeste da Bahia”.

Para o presidente da Associação de Irrigantes e Agricultores da Bahia (Aiba), Odacil Ranzi, esse é um momento ímpar. “Nós estamos aqui assistindo algo maravilhoso e só temos que agradecer a Deus por essa oportunidade de mostrar a pujança do nosso município”.

Cenário nacional
“O ano passado nós chegamos a um protagonismo mundial de maior produtor de soja, com 125 milhões de toneladas. Esse ano iremos chegar a 130 milhões de toneladas, talvez mais um pouco, e mais uma vez seremos o maior produtor do planeta. O Brasil é a vitrine mundial da soja”, disse o presidente da Aprosoja Brasil, Bartolomeu Braz.

Na Bahia
Principal produto da pauta de exportação brasileira, na Bahia, a soja já representa 30% das exportações. E os produtores baianos estão otimistas.

“Se o clima colaborar com a gente, nós vamos ter uma safra muito próxima da nossa melhor safra, que foi a de 2018. Vamos colher em torno de 6,7 milhões de toneladas e a expectativa é muito boa”, pontuou Alan Juliani, presidente da Aprosoja Bahia.

Segundo o secretário de Agricultura da Bahia, Lucas Costa, Luís Eduardo é de suma importância para o agronegócio baiano. “Vimos o quando o IDH [Índice de Desenvolvimento Humano] melhorou na medida em que o agronegócio avança, e avança muito forte aqui. É uma pena a Bahia Farm Show ter sido cancelada, mas com total coerência, devido a pandemia. Mas com certeza vamos estar sempre do lado do produtor e do lado da cidade de Luís Eduardo, porque é aqui que o agronegócio acontece”.

Economia: Aneel defende aprovação de MP que reduz tarifas de energia para consumidores do Norte e Nordeste

Blog Panorama Geral / Fonte: Noticias urgente

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)André Pepitone, defendeu nesta terça-feira, 2, a aprovação da Medida Provisória 998, que reduz as tarifas de energia de consumidores atendidos por distribuidoras do Norte e Nordeste, estanca o crescimento de subsídios a fontes renováveis (eólica e solar) e facilita a retomada das obras da usina nuclear de Angra 3. Pepitone afirmou que a medida é de extrema importância para ajudar a conter a escalada das contas de luz, principalmente por causa da pressão do aumento dos custos setoriais e de geração, em razão do nível dos reservatórios.

O novo presidente do SenadoRodrigo Pacheco (DEM-MG), quer votar o texto na próxima quinta-feira, 4. Por se tratar de uma medida provisória, passou a valer desde sua edição pelo presidente Jair Bolsonaro, no ano passado. Mas, para se tornar lei definitiva, a MP precisa passar pelo crivo dos senadores até o dia 9 de fevereiro.

Pepitone afirmou que a MP traz medidas para corrigir algumas distorções e que há muito tempo o setor elétrico tem necessidade de modernização de seu marco legal. Propostas nesse sentido chegaram a ser discutidas nos últimos anos no Congresso, mas não tiveram força política para aprovação.

“A MP limita subsídios, permite a realização de leilões de capacidade de energia, algo que o País está precisando fazer com urgência, reduz tarifas das concessionárias licitadas pela Eletrobrás e também destina saldos que estão represados para modicidade tarifária”, citou. “A não aprovação é uma perda de oportunidade para o consumidor de energia, sobretudo do Norte e Nordeste.”

O texto destina recursos não utilizados que as empresas de energia elétrica devem aplicar anualmente em projetos de pesquisa e desenvolvimento (P&D) e eficiência energética (EE) para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), que banca diversos incentivos e políticas públicas, desde descontos para clientes de baixa renda até o programa federal de universalização Luz Para Todos. Com essa nova fonte de aportes, a tarifa de energia para os consumidores terá reajustes menores até 2025. O volume estimado fica entre R$ 3 bilhões e R$ 4 bilhões.

Ao contrário de outras taxas que são arrecadadas pelo governo, 40% das taxas para P&D ficam no caixa das empresas até que os projetos sejam aprovados pela Aneel. No caso de eficiência energética, 80% ficam no caixa das empresas e 20% são destinados ao Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel).

Essa parcela, que ainda não foi aplicada em projetos e que está no caixa das empresas, será usada para abater as tarifas. Os valores disponíveis ainda serão calculados pelo órgão regulador e os projetos já contratados serão preservados. A sobra será destinada às tarifas até a quitação da operação de socorro às distribuidoras – conhecida como conta-Covid.

:: LEIA MAIS »

Poções: Sociedade Civil Organizada formada no município faz reivindicação de polo industrial

Blog Panorama Geral / Jornalista: Noerivan Nascimento

Um grupo de pessoas residentes no município de Poções, situado no Sudoeste Baiano, formou a Sociedade Civil Organizada a fins de buscar fabricas, indústrias, dentre outros projetos de geração de emprego e renda para município.

Em um dos encontros promovidos pelo grupo (respeitando as diretrizes da OMS) confeccionou um projeto na ordem de 17. 110 000 (Dezessete Milhões, Cento e Dez Mil Reais) para a construção do Pólo Industrial de Poções que poderá abrigar até 16 fábricas. Com a construção de 16 galpões com Um Mil metros quadrados cada, com energia solar, poços artesianos, pavimentação asfáltica em torno dos referidos galpões, dentre outros benefícios.

O projeto é de iniciativa popular e até o fechamento desta matéria, conta com o apoio do ex candidato a prefeito Val Cunha (PL), como solicitante do projeto, o deputado federal José Rocha (PL), Kátia Barcelar (PL – Mulher), e vereadores; Neto de Dodo (PR), Eduardo do Sindicato (PSB), Luana Maria do Fato (AVANTE) e o presidente da Câmara de Vereadores de Poções, José Mauro Dias Macedo (PC do B)

Essa discussão de iniciativa popular para o desenvolvimento socioeconômico no município, foi idealizado pelo também ex candidato a vice prefeito Salomão Schifino (PV). Com a criação do Pólo Industrial em Poções, a geração de emprego e renda, dará uma alavancada no município, gerando milhares de empregos, onde a comunidade poçoense deixaria de ser reféns ou depender de empregos da prefeitura principal empregadora.

Oportunidade: Instituto Capacitação e Cia abrem vagas para curso de Auxiliar de Farmácia

Blog Panorama Geral / Capacitação e Cia

Com mais de dez anos formando profissionais de sucesso, o Instituto Capacitação e Cia abrem vagas para o curso Auxiliar de Farmácia. O Auxiliar de Farmácia é o profissional responsável por auxiliar no atendimento e na organização dos medicamentos por setor, repõe medicamentos e materiais, interpreta prescrições médicas, esclarecendo dúvidas em geral e auxiliando o farmacêutico de plantão.

O Instituto Capacitação e Cia ainda dispõem de vários cursos profissionalizantes, que tem formado profissionais de sucesso alcançando sua liberdade financeira e enriquecendo seu currículo.

Veja cursos disponíveis nos  abaixo.

Blog Panorama Geral / Capacitação e Cia







WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia