WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
farmacia perfumaria abaete I












janeiro 2021
D S T Q Q S S
« dez    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

:: ‘Destaque2’

Boa Nova: Prefeitura já está construindo a arquibancada do Campo Society

´Blog Panorama Geral / Foto: ASCOM/PMBN

A Prefeitura de Boa Nova e a Diretoria de Obras já está construindo a arquibancada do Campo Society da Praça esportiva. E por lá o trabalho continua. Nos próximos dias teremos uma das mais belas Praças esportiva da região. Tudo isso é graças ao esforço da atual administração em investimento no esporte do município,  que mesmo em mio a pandemia já está preparando essa grande obra para quando o esporte voltar a ser praticado de forma integral logo após o controle geral da pandemia.

“Por aqui não paramos! Estamos dando continuidades as obras já existente e vamos dar inicio a novas. Através de muito esforço, dedicação e o desejo de ver nossa querida Boa Nova prosperando cada vez mais. É no esporte não é diferente!”, ressalta o prefeito Adonias Rocha.

Um dos benefícios do esporte para a saúde é o aumento da concentração. Por mais que o nosso corpo envelheça com o passar dos anos, a atividade física ajuda a manter nossas habilidades mentais. Ainda, a pessoa que pratica esporte está sempre buscando se aperfeiçoar.

Para o novo coordenador de esporte do município, Cacau Meira, “nosso esporte será diferente, vamos está juntamente com nosso prefeito, com os olhos voltados para nosso esporte local. Valorizando os desportista com lugares adequados para praticas esportivas, a exemplo da construção do campo sintético em nosso município”, finaliza Cacau Meira.

Polícia: Delegada revela novas informações sobre assassinato da empresária Givanete

Blog Panorama Geral / Fonte: Sudoeste Digital

O assassinato da empresária Givanete Nogueira, de 52 anos, (acima) encontrada morta em Barra do Choça após desaparecer em Vitória da Conquista, é o assunto mais lido nas principais plataformas de mídia do país. Portais como G1, Istoé, Diário do Comércio e UOL repercutiram o fatal ataque feminicida. Segundo fontes ligadas ao caso, após ser flagrado por câmaras de vigilância no trajeto entre a loja da vítima até as imediações de uma agência bancária, Bruno teria sido preso em sua loja, no comércio popular conhecido como Feira do Paraguai.

Ele possui uma loja de artigos esportivos, com foco em roupas e acessórios para surf. Ainda conforme apurado, porém sem confirmação oficial, Bruno mantinha estreita relação de amizade com a vítima, de quem conquistou confiança e passou a utilizar o CNPJ da empresa dela, ainda de conseguir o valor que, supostamente, foi a motivação para o crime hediondo.

Sem saída diante das evidências, ainda segundo a fonte, ele teria confessado a autoria, mas não entrou em detalhes, porém indicou à polícia o local onde o corpo estaria. A investigação continua em curso. A defesa do acusado ainda não se pronunciou sobre o caso. Bruno continua preso por força de mandado de prisão preventiva até a conclusão do inquérito policial.

A delegada do caso, Gabriela Garrido, titular da Delegacia da Mulher, disse em entrevista a uma emissora de TV que, além do empréstimo com a vítima e do uso do CNPJ da empresária, havia algo mais entre ambos. “Há fortes indícios que ele mantinha um relacionamento extraconjugal com a vítima e deve ter havido algum tipo de desentendimento em relação a esse relacionamento, junto com a dívida que eles possuíam, cerca de R$15 mil, e que culminou com ele fazer esse absurdo”.

A delegada afirmou que mesmo preso, o indivíduo não colaborou em momento algum com as investigações e com a localização do corpo da empresária. O corpo só foi encontrado após a Polícia Militar e a Polícia Civil vasculharem uma grande área de Barra do Choça e utilizarem uma cadela farejadora. “Além de matar, ele ocultou o corpo. Em momento algum ele demonstrou preocupação com a vítima, com a família da vítima. Mesmo preso, ele se recusou a dizer onde estava o corpo”, afirmou.

Política: TSE suspende consequências para o eleitor que não votou nas Eleições 2020

Blog Panorama Geral / Fonte: TSE

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, assinou ontem (21) uma resolução suspendendo as consequências legais para quem não votou nas eleições municipais de 2020 e não justificou ou pagou a multa. Entre suas justificativas, a medida considera “que a persistência e o agravamento da pandemia da Covid-19 no país impõem aos eleitores que não compareceram à votação nas Eleições 2020, sobretudo àqueles em situação de maior vulnerabilidade, obstáculos para realizarem a justificativa eleitoral”. O texto da resolução sobre o assunto considera ainda a “dificuldade de obtenção de documentação comprobatória do impedimento para votar no caso de ausência às urnas por sintomas da covid-19”.

A norma não estipula prazo para a suspensão das sanções para quem não votou e não justificou ou pagou multa. A medida ficará vigente ao menos até que o plenário do TSE vote se aprova ou não a resolução assinada por Barroso. Isso não deve acontecer antes de fevereiro, devido ao recesso forense. A resolução destaca que não se trata de uma anistia para quem não votou, pois tal providência somente poderia ser tomada pelo Congresso Nacional, frisa o texto da norma. O prazo para justificar ausência no primeiro turno encerrou-se em 14 de janeiro. O limite para justificar a falta no segundo turno é 28 de janeiro. Ambas as datas marcam os 60 dias após as votações, que ocorreram em 15 e 29 de novembro.

Pela Constituição, o voto é obrigatório para todos os alfabetizados entre 18 e 70 anos. Em decorrência disso, o artigo 7º do Código Eleitoral prevê uma série de restrições para quem não justificar a ausência na votação ou pagar a multa. Enquanto não regularizar a situação, o eleitor não pode:

 inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, investir-se ou empossar-se neles;

 receber vencimentos, remuneração, salário ou proventos de função ou emprego público, autárquico ou paraestatal, bem como fundações governamentais, empresas, institutos e sociedades de qualquer natureza, mantidas ou subvencionadas pelo governo ou que exerçam serviço público delegado, correspondentes ao segundo mês subsequente ao da eleição;

– participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos estados, dos territórios, do Distrito Federal ou dos municípios, ou das respectivas autarquias;

– obter empréstimos nas autarquias, sociedades de economia mista, caixas econômicas federais ou estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, bem como em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo, ou de cuja administração este participe, e com essas entidades celebrar contratos;

– obter passaporte ou carteira de identidade;

– renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo;

– praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda.

Crise: Rodoviários de Feira ameaçam voltar a parar se atrasos continuarem

Blog Panorama Geral / Fonte: A tarde

Após os rodoviários do transporte público de Feira de Santana, a cerca de 100 quilômetros de Salvador, paralisarem as atividades na manhã desta quinta-feira, 21, por salários atrasados, a categoria afirma que pode voltar a cruzar os braças e permanecer nas garagens caso se as empresas de ônibus não efetuarem o pagamento do salário atrasado até a próxima segunda-feira, 25.

Segundo o portal Acorda Cidade, rodoviários decidiram retornar às atividades no final da manhã de quinta, apesar do pagamento não ter sido regularizado, como um “voto de confiança” nos empresários. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários do município, cerca de 650 rodoviários aderiram à paralisação, nas duas empresas que circulam na cidade.

Cerca de 100 mil pessoas usam o transporte público todos os dias. A prefeitura de Feira de Santana informou que está acompanhando a situação e que providenciou transporte temporário para à população, com a disponibilização de 103 vans do Sistema Alternativo e Complementar (STPAC).

Em nota, o Governo Municipal disse que segue tratando sobre o assunto a fim de restabelecer os serviços do Sistema Integrado de Transporte (SIT) e do Bus Rapid Transit (BRT). A Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) também afirmou que na zona rural o transporte não foi afetado.

Ônibus retirados de Feira

O diretor do Sindicato dos Rodoviários, Cleomar Cesário, relatou que 25 ônibus da empresa Rosa foram retirados de Feira de Santana e levados para operar o serviço de transporte no município de Vitória da Conquista. Segundo ele, 25 ônibus da empresa São João foram levados para São Paulo para serem reformados.

O secretário municipal de comunicação, Edson Borges, informou ao Acorda Cidade que o governo foi surpreendido com uma ação do sindicato que bloqueou a saída dos ônibus urbanos. Segundo ele, a prefeitura já está tomando uma providência imediata de colocar em circulação na cidade o transporte alternativo para que a comunidade não seja prejudicada.

Brasil: Nova prorrogação do auxílio emergencial tem condições definidas

Blog Panorama Geral / Fonte: AGBrasil

Nesta semana, o deputado Arthur Lira (PP-AL), candidato à presidência da Câmara dos Deputados, revelou que o governo federal poderá pagar mais alguns meses de auxílio emergencial. No entanto, ele informou que para isso acontecer será necessário que o orçamento de 2021 seja aprovado. Além disso, ele deixou claro que vai depender do valor e do número de parcelas do benefício. “Penso que, com Orçamento [aprovado], dependendo do valor e do prazo [do benefício] e respeitando o teto de gastos, tenhamos possibilidade de fazer um auxílio, até que se vote um novo programa permanente [de renda mínima, como o Bolsa Família]”, disse Lira.

O líder do PP revelou que a criação de um novo programa vai ficar condicionada à aprovação da PEC Emergencial pelo Congresso Nacional. A PEC estabelece a redução dos gastos públicos por meio da redução salarial dos servidores, suspensão de concurso e o fim de municípios que não puderem se sustentar financeiramente. “Para criar um programa novo, para institucionalizar um programa inclusivo, nós temos de discutir e aprovar a PEC emergencial, para que a gente reduza despesas e faça um orçamento mais flexível e, na sequência, vote as reformas administrativa e tributária”, afirmou. Lira tem sua candidatura apoiada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Em seu discurso final, Lira criticou a ideia de convocar o Congresso ainda em janeiro, como defende o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para deliberar sobre assuntos como o caos da saúde pública de Manaus e a prorrogação do auxilio emergencial.

“O que temos de ter nesse momento é responsabilidade e clareza, é mais ‘nós’ e menos ‘eu’”, disse Lira, ao criticar Maia. “Não temos sentido a necessidade dessa convocação específica para isso. Isso só é palanque eleitoral.”

Auxílio emergencial em janeiro

Após isso, os saques do auxílio emergencial seguirão sendo liberados até 27 de janeiro. As próximas liberações acontecerão aos nascidos em agosto (18), setembro (20), outubro (22), novembro (25) e dezembro (27).

Após a liberação dos saques no dia 27 de janeiro, estará encerrada oficialmente a liberação de pagamentos do auxílio emergencial. Até então, o benefício não foi prorrogado pelo Governo Federal, embora existam inúmeros projetos para prorrogação do benefício até março de 2021.

Brasília: Mourão fala que gestão de Pazuello na Saúde tem ‘pontos a favor e contra’

Blog Panorama Geral / Fonte: último Minuto

O vice-presidente Hamilton Mourão minimizou nesta terça-feira(19),  o atraso na distribuição de vacinas contra Covid-19 feita pelo Ministério da Saúde. Ele disse que a gestão do ministro Eduardo Pazuello tem “pontos a favor e pontos que são contra”, mas não entrou em detalhes.

Perguntado se as críticas a Pazuello na condução da política de enfrentamento à doença poderiam atingir as Forças Armadas, já que o ministro é um general da ativa do Exército, Mourão respondeu:

“Apesar do ministro ser um oficial general do Exército da ativa, mas independente do cara estar na ativa ou na reserva, qualquer militar sempre é visto como representante das Forças. E a situação do ministro Pazuello, como ministro da Saúde, ele vem procurando as melhores soluções para essa crise da pandemia e óbvio que isso tem pontos a favor e pontos que são contra a gestão dele”, disse Mourão.

Pazuello negou que a distribuição das vacinas tenha dado errado. A previsão inicial do Ministério da Saúde era iniciar a campanha amanhã. Na segunda, a pedido dos governadores, a medida foi antecipada, mas houve atrasos no novo cronograma, pelo qual a imunização começaria ontem. Pazuello creditou a demora na entrega de vacinas a “mudança de logística” por pedido de governadores .

“Eu acho que não deu errado. Vamos lembrar o que o ministro já tinha falado algumas semanas atrás: que a partir do momento que a vacina fosse aprovada, se levaria de dois a três dias para que ela tivesse colocada em todos os pontos do Brasil. O que aconteceu foi que ficou aquela expectativa de que da noite para o dia ia chegar no Acre e no Rio Grande do Sul ao mesmo tempo. É complicado. E vamos lembrar o que ele tinha falado anteriormente. Tanto que a linha de ação é que a vacinação só começasse amanhã. Seria exatamente esse prazo de dois a três dias”, afirmou o vice-presidente.

Caetanos: Município faz aquisição de plataforma virtual para ensino 2021

ASCOM/PMC – Reprodução e Divulgação: Blog Panorama Geral

Com o intuito de sistematizar a implantação do ensino híbrido no município, a Educação de Caetanos faz aquisição de uma plataforma virtual, cuja iniciativa compõe o modelo híbrido de ensino, que também compreende as aulas presenciais que, até o momento, não há data de retorno. A ação, que seguirá ao longo do ano letivo de 2021, irá proporcionar, por meio da plataforma Bravo, a criação de turmas em ambientes virtuais divididos por componentes curriculares. O projeto ainda oferece um ensino dinâmico para alunos e professores.
De acordo com a Secretária da Educação, Rosene Brito, a prioridade à proteção da vida de alunos, professores e funcionários fez com que a SMEC acelerasse a implementação de recursos tecnológicos que assegurarão a continuidade do ano letivo aos alunos da Rede Municipal de Ensino. “Diante da implementação das Aulas Remotas, garantiremos a preparação de professores e alunos para este novo momento. Faremos uma adaptação frente a esta nova realidade, oferecendo todo o suporte para professores e estudantes”, destaca.
CALENDÁRIO DE PREPARAÇÃO
Para que todos estejam preparados para a utilizar a plataforma, a Secretaria da Educação de Caetanos realizará capacitação com os professores e estudantes, buscando aprimorar o manuseio com o ambiente virtual de aprendizagem. Através da plataforma Bravo serão criadas todas as turmas por escola e disciplina com todos os alunos e professores alocados automaticamente. O espaço virtual ainda irá contar com uma área de processamento de dados de toda a vida escolar documental dos alunos, que tem como objetivo otimizar o censo escolar e informatizar a Rede Municipal de Ensino. Para aqueles que não possuem aparelho celular, as escolas funcionarão em regime de plantão com agendamento, respeitando todos os protocolos de saúde, para que possam utilizar a estrutura da instituição de ensino
Já nos casos de alunos que não tenham nenhuma possibilidade de acesso digital, as coordenadorias e as escolas disponibilizarão a entrega de conteúdo através de apostilas.

Luto no Esporte: Presidente da Confederação Brasileira de Canoagem falece vítima de covid-19

Blog Panorama Geral / Fonte: CBN

O presidente da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa), João Tomasini Schwertner, faleceu na manhã deste domingo (17), aos 61 anos em Curitiba. O dirigente foi internado há um mês na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Marcelino Champagnat, na capital paranaense, quando testou positivo para o novo coronavírus (covid-19). Ele não resistiu às complicações da doença e morreu às 10h57, segundo nota divulgada pela CBCa.

Tomasini presidia a entidade brasileira desde 1989 e também comandava a Confederação Pan-Americana de Canoagem (Copac). Entre 2010 e 2014, ele foi o terceiro vice-presidente da Federação Internacional da Modalidade (ICF, sigla em inglês).

O falecimento repercutiu entre atletas. Medalhista de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima (Peru), em 2019, na canoagem velocidade, Ana Paula Vergutz lamentou a morte do dirigente em publicação no Stories, função do Instagram que permite veicular fotos ou vídeos por 24 horas. Campeão pan-americano na canoagem slalom e já garantido para a Olimpíada de Tóquio (Japão), Pedro Gonçalves, o Pepê, também se pronunciou pela rede social.

Saúde: Anvisa aprova uso emergencial das vacinas Coronavac e de Oxford

Blog Panorama Geral / Fonte: ANVISA

A Agência Nacional de Vigilância aprovou por unanimidade o uso emergencial de duas vacinas contra a Covid-19: a Coronavac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac com o Instituto Butantan, e da Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca. Com isso, a campanha de vacinação já pode ser iniciada no Brasil – a data anunciada pelo governo federal é 20 de janeiro.

A reunião extraordinária da diretoria colegiada realizada neste domingo (17) iniciou às 10h e, por volta das 15h, formou maioria com três votos a favor da aprovação. A liberação foi discutida por cinco membros da agência, entre eles o presidente do órgão, o médico e contra-almirante Antonio Barra Torres. A análise da liberação dos dois imunizantes foi realizada por uma equipe de cerca de 50 pessoas da agência reguladora e três áreas responsáveis pelo registro de medicamentos, certificação de boas práticas de fabricação e pela farmacovigilância de medicamentos, que é o monitoramento do produto no mercado.

Apenas farmacêuticas que realizaram estudos clínicos de fase 3 no país podem pedir o aval para aplicar a vacina neste formato, pelas regras atuais da agência. Com o resultado, os parâmetros aprovados para cada vacina serão tornados públicos, e a autorização passa a valer a partir da ciência oficial dos laboratórios solicitantes.

O Instituto Butantan solicitou à Anvisa em 8 de janeiro o registro de uso emergencial da vacina chinesa Coronavac. O pedido foi comunicado pela própria Anvisa. O prazo, segundo a própria agência, era de 10 dias para responder ao pedido de solicitação. No mesmo dia o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que o governo federal quer fechar contrato para compra de 100 milhões de doses do imunizante chinês. Segundo o ministro, 46 milhões da Coronavac serão distribuídas até abril e mais 54 milhões no resto do ano.

Depois, foi a vez da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) fazer o pedido de uso emergencial da vacina de Oxford, desenvolvida pela empresa AstraZeneca. O pedido é para o uso de 2 milhões de doses de vacinas que devem ser importadas do laboratório Serum, sediado na Índia, um dos fabricantes da vacina da AstraZeneca. Assim como no caso da Coronavac, a solicitação também foi comunicada pela agência reguladora. A vacina de Oxford é a principal aposta do governo federal. A Fiocruz deve distribuir 210,4 milhões de doses a partir de fevereiro.

Ao longo do processo a Anvisa chegou a solicitar ao Butantan mais informações para a autorização da Coronavac. Já os documentos da Fiocruz foram aprovados sem ressalvas pela agência. O procedimento de checagem é uma conferência feita nas primeiras 24 horas para verificar se as informações essenciais sobre eficácia e resultados clínicos estão no processo para análise de uso emergencial pela equipe técnica da Anvisa.

Vacina contra covid-19: Mulher, negra e enfermeira será a primeira pessoa vacinada em SP

Blog Panorama Geral / Agência 10

De acordo com informações da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, a primeira pessoa a ser imunizada com a Coronavac, vacina desenvolvida pela chinesa Sinovac em parceria, no Brasil, com o Instituto Butantan já foi escolhida. Trata-se de uma mulher, negra e enfermeira. O seu nome: Monica Calazans.

A profissional de 54 anos trabalha na UTI do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, e está há dez meses trabalhando na linha de frente do combate ao coronavírus. A instituição é referência no tratamento de doenças infecciosas. Além disso, ela pertence ao grupo de risco, por ser obesa, hipertensa e diabética.

Segundo Mônica Bergano, Monica Calazans manteve cuidados minuciosos durante a pandemia. Até então, ela não foi contaminada pelo vírus, e também ajudou a preservar dois familiares do risco.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia