WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
farmacia perfumaria abaete I










junho 2020
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

:: 22/jun/2020 . 19:44

Coronavírus: MP recomenda que Poções mantenha suspensa todas as atividades comerciais não essenciais

ASCOM/MP/BA

O Ministério Público estadual recomendou ao município de Poções que mantenha suspensa todas as atividades comerciais consideradas não essenciais por conta da pandemia do coronavírus. Além disso, o município deve regulamentar a proibição de festas e aglomerações e condicionar a reabertura gradual do comércio ao surgimento de um cenário epidemiológico favorável, com evidências científicas baseadas em indicadores emitidos pelas autoridades sanitárias. Também deve observar fatores como a estabilização do número de casos ativos, diminuição contínua da taxa de infecção diária, bem como aumento da taxa de isolamento social local e a superação do prazo projetado para o pico da curva de contágio.

A recomendação, de autoria dos promotores de Justiça Ruano Fernando da Silva Leite e Fabiane Lôrdelo Rêgo Andrade, foi expedida ainda para o comandante da Polícia Militar para que promova campanhas educativas, veiculação de orientações por carros de som e disponibilize auxílio de força policial aos profissionais de saúde quando necessário; à delegada de Polícia Civil para que desenvolva a apuração das infrações penais, expedindo as guias periciais com brevidade; aos vereadores para que editem projeto de lei municipal para tratar das consequências administrativas acerca do descumprimento de medidas sanitárias; e aos proprietários de estabelecimentos comerciais e a população em geral para que cumpram as instruções sanitárias restritivas expedidas pelos órgãos de saúde e se abstenham de realizar festas e aglomerações enquanto perdurar a pandemia.

Os promotores de Justiça ressaltaram que, conforme dados publicados pelo Boletim Covid-19, emitido diariamente pela Secretaria Municipal de Saúde, observa-se o aumento exponencial do número de casos em Poções, indicando franca ascendência da curva de contágio na cidade. “Vale salientar que desde o dia 3 deste mês até o dia 21, ou seja, em apenas 17 dias, foram confirmados um total de 105 casos”, ressaltaram os promotores de Justiça.

Una: Carro funciona sozinho na madrugada e assusta equipe da barreira

Giro Itagibá

Um caso inusitado foi registrado no distrito da Colônia de Una, onde um carro VW Saveiro, placa policial JQC-0033/Itabuna-BA, ligou o motor sozinho e colidiu contra uma coluna de cimento na varanda da residência.
A reportagem do Una News foi até o local do ocorrido e ouviu o proprietário do veiculo que detalhou o fato. “O carro não tem bateria, nem a polia do motor, nem a correia que gira o motor e funcionou sozinho. O que aconteceu é um mistério que deixou todos assustados, principalmente os funcionários da prefeitura que estavam trabalhando na barreira na madrugada  do ocorrido”, relatou
O fato aconteceu na madrugada da última sexta-feira (19), por volta das 2h, em frente à barreira de prevenção ao Covid-19, na entrada do referido distrito, no município de Una, sul da Bahia. Segundo informações de populares,  assim que o carro ligou o motor, deu ré e em seguida foi pra frente em direção a casa causando o incidente.

Saúde: Mundo está numa “nova fase muito perigosa”, diz OMS

Giro Itagibá

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, alertou hoje que a pandemia de covid-19 está acelerando e que o mundo está agora “numa fase muito perigosa”. Falando numa coletiva de imprensa online a partir da sede da organização, em Genebra, o responsável disse que só na quinta-feira foram comunicados à OMS mais 150.000 novos casos de infecção por covid-19, o valor mais elevado até agora. Desse total “praticamente dois terços” tiveram origem no continente americano, com muitos casos também no sul da Ásia e no  Oriente Médio, explicou. “O mundo está numa nova fase muito perigosa.

Muitas pessoas estão muito cansadas de ficar em casa, os países querem reabrir as suas sociedades e economias, mas o vírus continua a ser transmitido de forma rápida, continua mortal, e as pessoas continuam expostas”, alertou Adhanom. O diretor-geral da OMS pediu às pessoas e aos países para que continuem vigilantes e pediu que se mantenham os princípios básicos do distanciamento físico, de se ficar em casa se houver suspeitas de doença, de se cobrir a boca e o nariz em caso de tosse ou espirro, de se usar máscara quando for necessário e de se higienizar as mãos. “Continuamos a pedir a todos países que se centrem nas medidas básicas, encontrar, isolar, testar e tratar os casos. E fazer o rastreamento de todos os contatos”, acrescentou. Lembrando que no sábado se assinala o Dia Mundial dos Refugiados o responsável máximo da OMS salientou que o novo coronavirus é um risco acrescido para povos mais vulneráveis, que estão mais suscetíveis ao vírus, já que têm acesso limitado a água e têm problemas de nutrição, além de os sistemas de saúde locais serem mais frágeis.

Segundo o responsável, cerca de 80% dos refugiados em todo o mundo e praticamente todos os refugiados estão em países de baixo ou médio rendimento. A OMS, disse, está “muito preocupada” com o perigo de o vírus se disseminar em campos de refugiados. Filippo Grandi, alto comissário das Nações Unidas para os refugiados, também presente na coletiva de imprensa, partilhou da mesma preocupação, embora acrescentando que até agora não houve grandes surtos de covid-19 em campos de refugiados. O responsável disse que aumentou o número de deslocados no mundo nos últimos dois anos e que há 80 milhões de pessoas refugiadas, o que mostra “que 01% da humanidade vive hoje em situação de exílio forçado”.

E deixou ainda outro dado, ao lembrar que mais de 40% dos refugiados e deslocados tem menos de 18 anos. A pandemia de covid-19 já provocou mais de 454 mil mortos e infectou mais de 8,5 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Boa Nova: Prefeitura intensifica construção do polo educacional no Povoado do Penachinho

ASCOM/PMBN

Segue firma a construção de uma nova escola com seis (06) no povoado do Penachinho, município de Boa Nova. A nova escola segue o padrão do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A obra vai fortalecer a educação do município trazendo conforto e comodidade aos alunos da rede municipal de ensino.

Com a pandemia do novo corona vírus, as aulas foram suspensa em todo território nacional. A Prefeitura Municipal de Boa Nova, na administração do prefeito Adonias Rocha, vice prefeito Luva e toda equipe de governo, tem usado esse período sem aulas para adiantar a construção do novo polo educativo.

“Sempre priorizamos o desenvolvimento de nosso município, proporcionado sempre o melhor para nossos munícipes”, disse o prefeito Adonias.

Luto em Poções: Morre Nestor Gonçalves vítima do novo corona vírus; 3 óbitos já foram registrado no município

Foto: Reprodução

Faleceu na noite deste domingo, dia 21 de Junho, o Sr. Nestor Gonçalves Campos, conhecido por todos como Nestor, 54 anos, uma figura carismática e muito querida no município.

De acordo com disgnóstico, ele foi vítima do COVID19 (novo coronavírus), Nestor estava internado em um Hospital em Vitoria da Conquista, após dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA24H) de Poções.   A triste notícia pegou a todos de surpresa. Nas redes sociais é grande a comoção de amigos e familiares com mensagens de adeus. Nestor Gonçalves Campos Filho era funcionário da prefeitura, onde atuava no setor de tributos.

O corpo de Nestor foi sepultado na manhã desta segunda-feira, em um funeral fechado e seguindo todos os protocolos do Ministério da Saúde.

Bahia: Poções tem aumento de população devido muitos visitantes de outras regiões e nativos retornar a cidade

Foto: SMS/Poções

Até o dia 2 de junho, o município de Poções, no Sudoeste baiano, não registrava nenhum caso de coronavírus até o inicio do mês de maio. Menos de um mês depois, a cidade onde vivem, em média, 48 mil habitantes tem 107 notificações da doença e cerca de 5 mil novos moradores. Os ônibus vindos da região Sudeste do Brasil com nativos desempregados ou em permanência por tempo limitado são a principal razão do inchaço populacional e do boom de covid-19. Como Poções, outros municípios do interior baiano veem, a cada desembarque, os registros aumentarem.

Os coletivos, clandestinos ou legalizados, começaram a chegar ao interior da Bahia em abril. Hoje, as cidades recebem até 10 ônibus semanalmente. É o caso de Poções, como contou, por telefone, o vice-prefeito Jorge Lemos. A rodoviária está fechada e os nativos desembarcam em três das 20 entradas da cidade. Equipes de saúde checam a temperatura e passam a monitorar casos suspeitos.

O primeiro caso de covid-19 foi registrado depois que uma pessoa, próxima a um nativo recém-chegado de São Paulo, participou de uma festa de aniversário. Após a comemoração – desrespeitando a recomendação de isolamento social -, 35 dos 40 convidados saíram contaminados. A pessoa que havia retornado da capital paulista também testou positivo para a doença naquela mesma semana. Nos últimos três meses, 13 mil pessoas chegaram a Poções e a prefeitura estima que 5 mil tenham permanecido.

No dia 20 de março, um decreto do governo do estado determinou o fechamento de rodoviárias e a suspensão de transporte intermunicipal e interestadual nos municípios com casos confirmados de coronavírus. No momento, a medida está vigente em 303 dos 417. Em outros 76, foi relaxada porque não apresentaram novos registros da covid-19 nos últimos 14 dias.  Os ônibus, no entanto, continuaram a desembarcar. Como a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) é responsável pela regulação de transportes entre estados, as empresas passaram a apelar para o órgão federal e conseguir liminares judiciais para manter as atividades. As cidades, então, tentam se adequar à chegada de coletivos que muitas vezes param na estrada devido a barreiras criadas pelas prefeituras. Além do risco de contaminação, viram-se, repentinamente, diante de um crescimento populacional para o qual não estavam preparadas.

Presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Eures Ribeiro diz acreditar que as pessoas não retornam somente pela perda de empregos. “Muitos usam a justificativa como sensibilização para permitir a entrada, mas a maioria tem vindo de férias. Essa é a verdade, pois vemos eles fazendo churrasco”, afirmou, no dia 18 de junho, quando uma família com nove pessoas saída de São Paulo chegou a Ribeira do Pombal para passar férias.

“A gente reforçou as barreiras sanitárias para 24 horas e também vamos fazer rondas para proibir fogueiras e qualquer tipo de aglomeração”, afirma o prefeito Léo Mascarenhas.

*Reportagem  / Adaptação: Panorama Geral



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia