WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
farmacia perfumaria abaete I










junho 2020
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

:: 21/jun/2020 . 13:59

Boa Nova: Município zera casos confirmados de corona vírus

Boa Nova

Uma boa notícia vem de Boa Nova. O boletim referente à Covid-19 da Prefeitura de Municipal, através da Secretaria Municipal de Saúde divulgado neste sábado, dia 20, confirmou que na cidade não há mais pacientes em tratamento que foram diagnosticados o novo corona vírus. O município foi o último da região Sudoeste a ter casos confirmados causado pelo vírus e o primeiro com diagnóstico de cura, zerando os casos confirmados no município.

A pesar do território geográfico do município ser extenso, a prefeitura vem desenvolvendo um trabalho de combate ao covid19, para contar a disseminação do vírus no município.  As ações que na época do inicio da pandemia, foi aplicada pela ex secretária de saúde, Dalila Aguiar, continua sendo executada pelo atual secretário de saúde de Boa Nova, José Novais, que antes estava à frente da pasta da comunicação oficial do município.

O novo secretário vem realizado novas ações, acoplada com as deixadas pela ex secretária, José Novais tem intensificado o fortalecimento das barreiras sanitárias, distribuição de mascaras, higienização constante dos carros do município,  dentre outras ações de contenção ao novo corona vírus.

“O prefeito Adonias, juntamente com toda equipe da gestão, tem procurado fazer o melhor possível para não deixa esse vírus espalhar em nosso município. Todas as medidas de prevenção, contenção e ações de combate ao vírus está sendo realizada, para que o covid19 não venha contaminar mais ninguém”, pontuou o secretário de saúde José Novais.

Covid19: Vitória da Conquista possui leitos de UTI suficientes para o atendimento da demanda regional

SECOM/BA

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) esclarece que dos 50 leitos de UTI exclusivos para pacientes com diagnóstico de coronavírus (Covid-19) no município de Vitória da Conquista, apenas 59% estão ocupados. Isso inclui os dez leitos de Terapia Intensiva contratados pela prefeitura, que possuem cinco pacientes internados, sendo apenas um em ventilação mecânica.

No Hospital das Clinicas foram abertos 20 leitos de UTI, sendo doze com respiradores. Os requisitos mínimos para funcionamento de Unidades de Terapia Intensiva, conforme Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), estabelece que uma UTI adulto deve dispor, no mínimo, para funcionar, de um respirador para cada 2 leitos, o que acontece hoje com o HCC. Dos 20 leitos disponíveis, oito estão ocupados e apenas dois estão em uso de respiradores.

Respiradores não são equipamentos que estejam sobrando no mundo para que não sejam distribuídos com racionalidade e responsabilidade. O governo do estado tem monitorado todas as UTIs contratadas e, havendo necessidade, mais respiradores serão enviados aos municípios.

Política: Câmara de Vereadores de Jaguaquara cobra da prefeitura empenho no combate à Covid-19

A Tarde

Diante do aumento do número de casos de Covid-19, o presidente da Câmara de Vereadores de Jaguaquara, Raimundo Louzado, afirmou que o município precisa de ampliação na estrutura pública de Saúde. O parlamentar, em entrevista à Rádio Povo FM, criticou a atuação do prefeito Giuliano Martinelli em relação ao combate da pandemia do Corononavírus na cidade.

“Acompanhamos uma conversa do prefeito com governador Rui Costa e o secretário Fábio Vilas Boas, na rede social, e o governador estava propondo o funcionamento da UPA. Aproveitamos o momento para pedir ao governador que faça essa interferência, porque, se depender do prefeito, ela não vai funcionar. O próprio governador já se comprometeu e o que precisa é agilidade nas ações”, declarou o presidente da Câmara.

O vereador disse, ainda, que com o Hospital Municipal de Jaguaquara fechado para obras e sem o funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), a cidade está em situação de emergência. “Não temos local para acolher os pacientes acometidos pelo Coronavírus, pois não temos atendimento com respirador. Cuidar da saúde é mais importante”.

Jaguaquara registra 54 casos confirmados de COVID-19, conforme o último Boletim Epidemiológico do Coronavírus, divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB).

Bahia: Medo do coronavírus reduz pela metade ida às clínicas e aos hospitais

O Correio

Duas cirurgias oftalmológicas marcadas, asma, hipertensão, diabetes e o medo de contaminação pelo coronavírus. A aposentada Ivete Marques postergou, além do limite, a ida ao médico até apresentar um quadro frequente de descompensação do diabetes. As cirurgias – uma de catarata e outra de pterígio -, previstas para ainda este mês, ela está disposta a adiar. “A palavra é essa: medo. Tenho pânico de ter contato com a área hospitalar, hoje. Para mim, qualquer um deles é um contaminador em potencial”.

A Sociedade Brasileira de Diabetes, seção Bahia, estima que o estado tenha 203.780 diabéticos.  O receio da aposentada explica o porquê de as pessoas terem abandonado a sala de espera das clínicas e hospitais de Salvador, mesmo os pacientes crônicos que precisam manter o tratamento, independente do cenário de pandemia. Segundo a Associação de Hospitais e Serviços de Saúde da Bahia (Ahseb), a redução inicial do volume de consultas e atendimentos ambulatoriais em clínicas, laboratórios e clínicas de imagem alcançou 80%. A queda, atualmente está em 50% e atinge todas as especialidades clínicas.

“Antes da pandemia, eu ia regularmente ao médico. Meu diabetes é oito ou oitenta. Ele vai a 600 e, nesse mesmo dia, posso ter uma hipoglicemia de 50”, completa Ivete, que após ser medicada, segue cumprindo o isolamento social. O presidente da Ahseb, Mauro Duran Adan compreende a apreensão da paciente, porém destaca a necessidade de não interromper o tratamento médico para não acabar correndo o risco de agravar o quadro dessas doenças. “Isso é extremamente preocupante. Quem tem patologia instalada como diabetes, problemas cardíacos, pressão arterial alta e doenças oncológicas ou renais, demanda um acompanhamento continuado”, alerta.

A diretora do Sindicato dos médicos do estado da Bahia (Sindimed-BA), Clarice Saba, concorda: “O novo coronavírus não é a única patologia que está aí. As outras doenças não estão de quarentena nem de férias. Não dá para ficar em casa esperando que aquele sintoma passe. São situações que podem ser evitadas, caso esses pacientes sejam medicados, antes do agravamento do caso”. De acordo com a entidade a variação da queda de atendimentos está em 60%.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia