WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
farmacia perfumaria abaete I














junho 2020
D S T Q Q S S
« maio    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


Poções: Primeiro óbito por covid19 é registrado; Sobe para 10 o número de casos confirmados

DECOM/PMP

Boa Nova: Município segue sem casos confirmados de COVID19 (novo corona vírus)

Boletim Epidemiológico

Barra do Choça: Sobe para 15 o número de casos confirmados do novo corona vírus

*Blog Jorge Amorim

A prefeitura Municipal de Barra do Choça informa que o número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus subiu para quinze (15). Uma senhora de 87 anos, deu entrada no Hospital Municipal Dr. José Maria Magalhães Netto, no dia 04/06, apresentando sintomas compatíveis com a Covid-19.

Realizou teste rápido com resultado positivo para a doença, a equipe de saúde não conseguiu rastrear como a mesma contraiu o vírus. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, ela estava internada na área de isolamento do Hospital Municipal, mas o quadro clínico evoluiu para “estado grave”, por isso foi transferida para hospital em Vitória da Conquista hoje, 05/06, onde foi internada e precisou ser entubada. A vigilância epidemiológica do município da Barra do Choça alerta a população para transmissão comunitária que ocorre quando as equipes de vigilância não conseguem mais mapear a cadeia de infecção, não sabendo quem foi responsável pela contaminação da paciente.

É importante ainda destacar que, em atendimento às orientações mais recentes das autoridades técnicas, sempre que for possível, a população deve permanecer em isolamento social e, se precisar sair de casa, para ir ao supermercado, farmácia utilizar máscaras caseiras, de tecido. A Secretaria de Saúde do município reintera a importância do isolamento social voluntário para conter a disseminação do coronavírus em nosso município.

Boa Nova: Fiscalização notifica mais de 10 bares em comunidades rural do município

Penachinho News

A Vigilância Sanitária do município de Boa Nova notificou mediante denúncia 11 bares que atendiam consumidores normalmente no interior dos estabelecimentos, descumprindo decreto estadual e municipal que estabelece medidas para conter a transmissão do novo coronavírus.

A ação foi realizada no início da manhã desta sexta-feira, 05 de Junho, com apoio da GCM (Guarda Civil Municipal). Enquanto isso, as atividades ficam suspensas e, caso a decisão seja desrespeitada, os proprietários podem ser novamente autuados e multados. Os bares notificados foram 06 nas comunidades do Inchu e 05 na Boa Vista

Covid-19: Vacina brasileira inicia fase de testes em camundongos

G1

O estudo de pesquisadores do Brasil para a criação de uma vacina contra o novo coronavírus entrou em uma nova fase pré-clínica. Diferente da empregada em outros países, a imunização será testada em camundongos. Após esta nova fase, a vacina poderá começar a ser testada em voluntários humanos. É aí que se identifica qual é a concentração capaz de introduzir uma resposta rápida e duradoura do sistema imunológico da solução em animais.

As partículas usadas na vacina são induzidas a carregar fragmentos do Sars-Cov-2 e, assim, gerar uma resposta segura do corpo humano. O modelo escolhido no Brasil é diferente de outros internacionais que usam as vacinas baseadas fundamentalmente em mRNAm (RNA mensageiro). O modelo estrangeiro, no entanto, deve demorar mais tempo e leva em conta diversos fatores que fazem com que muitas vezes a vacina obtida não seja eficaz.

 projeto brasileiro é liderado por cientistas da Faculdade de Medicina da USP e pelo Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração (Incor). A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) é responsável por financiar a pesquisa. “Já conseguimos desenvolver três formulações de vacinas que estão sendo testadas em animais. Em paralelo, estamos formulando diversas outras para identificar a melhor candidata”, disse Gustavo Cabral, pesquisador responsável pelo projeto à agência Fapesp.

Urgente: Poçoense morre vítima de COVID19 em São Paulo

Foto: Arquivo Familiar

Na manhã desta sexta-feira, dia 05 de Junho, o município de Poções foi surpreendida com a notícia de um óbito causado pelo COVID19 (novo corona vírus), se trata de uma poçoense que morava na cidade de Francisco Morato, estado de São Paulo.

De acordo com informações obtidas pelo Blog Panorama Geral junto aos familiares, a paciente Luciene de Sousa, 40 anos, apresentou sintomas de síndrome gripal aproximadamente nos meados do mês de maio,  logo após evoluiu levando a paciente para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) onde permaneceu internada por doze (12) dias, vindo a óbito na tarde desta ultima quinta-feira, dia 04 de Junho.

Ainda de acordo com informações de familiares, logo no inicio da síndrome gripal, Luciene realizou exame laboratorial onde constou a presença do vírus COVID19. O corpo de Luciene não pode ser transferido para o município de Poções, seguindo assim as orientações do Ministério da Saúde. Luciene foi sepultada na manhã desta sexta-feira na cidade onde a mesma residia.

Neste momento de dor, queremos expressar nossos mais sinceros sentimentos de pesar aos familiares e amigos enlutados.

COVID19: Poções entra na lista de municípios com transporte intermunicipal suspenso

* Sertão Hoje / Foto: Portal Poções

Bonito, Formosa do Rio Preto, Guaratinga, Ibicuí, Ibipitanga, Jussara, Pé de Serra, Poções e Presidente Tancredo Neves terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de sábado (06). Ficam proibidas nesses municípios a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans. Confira abaixo, no ‘leia mais’, a lista completa.

A medida de suspensão de transporte, que foi prorrogada até o dia 21 de junho, tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na Bahia. A decisão foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (5). O decreto ainda autoriza a retomada do transporte em Apuarema, Caém, Capela do Alto Alegre, Itororó e Laje, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19.
:: LEIA MAIS »

Poções: Sobe para 8 o número de casos confirmados de corona vírus no município

Boletim

Nesta quinta-feira (04/06), a Secretaria Municipal de Saúde de Poções informa que subiu para 93 o número de casos com suspeita de Covid-19 no município.

Infelizmente, mais 03 pacientes testaram positivos para o novo coronavírus, totalizando, agora, 08 casos confirmados, sendo 01 deles sido registrado como caso importado por ser procedente do Estado do Ceará.

Ainda de acordo com os dados, 57 casos suspeitos já foram descartados. Aguardamos, ainda, o resultado laboratorial de 05 casos suspeitos. 23 aguardam coleta para exame. 422 pessoas vindas de áreas de risco estão sendo monitoradas.

A Secretaria de Saúde de Poções reforça a importância de que, neste momento, a população siga as orientações de distanciamento físico, usando máscara, mantendo os cuidados de higiene e evitando aglomerações.

DECOM-PMP

Poções: Vereador Eduardo emite nota de esclarecimento

Assessoria do vereador

Em nota publicada, a APLB Sindicato de Poções refutou uma fala do vereador Eduardo do Sindicato na última sessão da Câmara. A APLB alega que o vereador é contra o pagamento de salários a professores durante a pandemia e que o mesmo discrimina a categoria dos professores. Diante do exposto, o edil emitiu uma nota de esclarecimento. Veja:

“Venho esclarecer e afirmar que esta é uma inverdade, pois minha fala está relacionada com a suspensão temporária de alguns funcionários contratados na área da Educação, como é o caso de alguns professores contratados por tempo determinado. A Secretaria Municipal de Educação realizou a suspensão temporária devido a pandemia da COVID-19. Infelizmente a prefeitura não teria como justificar os pagamentos junto ao TCM referente aos profissionais contratados para suprir a necessidade temporária, já que os ambientes escolares encontram-se fechados conforme decretos estadual e municipal. Além disso, existe a lei de responsabilidade fiscal 101/2000, onde, caso a prefeitura porventura mantivesse o pagamento de funcionários contratados da área da educação, ocasionaria a rejeição das contas pelo TCM. Ressalto aqui que sempre estudei em escola publica e tenho total respeito, consideração e admiração a todos os professores não só da rede municipal, mas também da redes estadual e privada; tornei-me um profissional graças aos professores, e ainda nos dias de hoje continuo a estudar, e sei das dificuldades enfrentadas por todos os profissionais da área da educação. Tenho filhos que estudam na rede pública de ensino com excelentes professores que dedicam suas vidas a formarem profissionais e cidadãos cheios de conhecimento. Portanto, jamais iria desmerecer a categoria; tenho tia, irmã, cunhado e prima que são professores das redes municipal e estadual. Lamento a forma que foi distorcida a minha fala na sessão pegando de forma isolada. Neste momento tão delicado devemos deixar as divergências políticas de lado e nos unirmos no combate à pandemia da COVID-19. Lamento a interpretação de forma equivocada por parte da APLB e me coloco à inteira disposição para todo e quaisquer esclarecimento”.

Senado: Sem relatório, projeto de lei contra fake news tem votação adiada Fonte: Agência Senado

Foto: Reprodução

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, retirou da pauta desta terça-feira (2) o projeto de lei que estabelece regras para o uso e a operação de redes sociais e serviços de mensagem privada via internet (PL 2.630/2020). O texto visa combater a disseminação de conteúdos falsos. A retirada foi pedida pelo seu autor, senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE). O projeto voltará à pauta na próxima semana, mas ainda não há uma data.

Até o início da tarde o texto não havia recebido um parecer do seu relator, Angelo Coronel (PSD-BA), e já acumulava 62 emendas. Uma delas, de autoria do próprio Alessandro, é uma nova versão do projeto por inteiro, que retira dele dispositivos que permitem a exclusão de conteúdo por parte das plataformas com a intervenção de verificadores independentes (fact-checkers).

As regras sobre a moderação de conteúdo são as mais polêmicas do projeto. Atualmente, ele determina que as empresas responsáveis por redes sociais e serviços de mensagem interrompam a circulação de conteúdos classificados como total ou parcialmente enganosos.

Em manifestação nas redes sociais, Alessandro explicou que pediu o adiamento do projeto para garantir que todos os senadores “tenham segurança” quanto ao conteúdo do texto final. Davi acrescentou que o projeto deve garantir a liberdade de expressão a todos os cidadãos.

Coronel havia dito na semana passada ser contra a deliberação do projeto de forma remota, sem audiências públicas ou discussão em comissões. Após a sua inclusão na pauta, ele sinalizou que defenderia a aprovação e que faria acréscimos com o objetivo de aumentar as penas para a promoção de desinformação pela internet.

Fonte: Agência Senado



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia